Busca avançada
Ano de início
Entree

A autoria nos romances de Machado e Assis: unidade e dispersão

Processo: 21/03057-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2025
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Brasileira
Pesquisador responsável:Hélio de Seixas Guimarães
Beneficiário:Fernando Borsato dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Autor   Autoria   Machado de Assis

Resumo

Este projeto propõe o desenvolvimento de estudo sistemático das figurações da autoria nos nove romances de Machado de Assis, isto é, dos modos como, nesses romances, a autoria é representada, dramatizada ou problematizada, bem como de suas eventuais associações com metáforas como a da paternidade e com as noções de responsabilidade, autoridade e propriedade. O estudo considerará os romances isoladamente e em conjunto e também levará em conta questões avançadas na dissertação de mestrado "As assinaturas de Machado de Assis: estudo sobre as figurações da autoria", que contou com apoio da FAPESP (Processo nº 2018/26382-0), na qual se estudaram as assinaturas de que o escritor lançou mão ao longo de sua trajetória. Na dissertação, foram identificadas 87 assinaturas diferentes utilizadas pelo escritor (entre pseudônimos, criptônimos, iniciais e variações de seu nome civil) e diferentes papéis por elas desempenhadas em cada gênero, revelando a necessidade de uma pesquisa detida da autoria, a princípio, no romance. Frente a esses livros que operam com a tensão entre as figuras do autor Machado de Assis e autores ficcionais (como Brás Cubas, Dom Casmurro, Aires) e considerando os desdobramentos da autoria nesses romances (em diferentes assinaturas, figuras de autor, editor, narrador e personagens que tematizam ou dramatizam a autoria - sua inserção social, seus poderes e impotências), propõe-se a ampliação do debate sobre a multiplicação e desdobramento de figuras autorais, que deve considerar o conjunto de romances de Machado de Assis e analisar seus efeitos na construção de sentido e sua participação na formação de uma certa noção de "obra" sob esse nome de autor. Para tal, propõe-se, ainda, que sejam consideradas as condições legais de produção e circulação contemporâneas à produção dos livros, e suas inscrições nos textos do escritor, bem como aspectos de sua materialidade, importantes para a construção de sentido de qualquer texto, mas especialmente dos romances, onde a materialidade do livro é tematizada e ficcionalizada. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)