Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e aplicações de ressonância magnética nuclear em produtos e processos de interesse agropecuário.

Processo: 21/09271-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Luiz Alberto Colnago
Beneficiário:Luísa Souza Almeida
Instituição-sede: Embrapa Instrumentação Agropecuária. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Espectroscopia de ressonância magnética nuclear   Produtos agrícolas   Ressonância magnética nuclear

Resumo

O Agronegócio é um dos principais setores da economia brasileira e não só abastece o mercado interno como também é o principal setor exportador do país. Apesar dessa grande importância, os produtos agrícolas são exportados na forma de commodities o que indica que eles são exportados sem qualquer especificação de qualidade. Para que possam ser comercializados de forma diferenciada é necessário que se tenham processos rápidos de determinação e certificação de qualidade. Para isso se faz necessário o desenvolvimento de métodos rápidos e não destrutivos e que possam, se necessário, serem usados na análise de todos os produtos agrícolas. Dentre as técnicas que têm esse potencial se destaca a espectroscopia de ressonância magnética nuclear no domínio do tempo (RMN-DT), que usa ímã permanente de baixo campo e de baixa homogeneidade. Com essa técnica temos desenvolvido dezenas de métodos analíticos que estão sendo incorporados ao setor produtivo agrícola através de parceria com a indústria nacional. Além disso, desenvolvemos métodos de RMN para monitorar reações eletroquímicas in situ com degradação de substâncias orgânicas, e estudos da corrosão metálica, que é um dos principais problemas de redução do tempo de vida das máquinas agrícolas. A maioria desses métodos foram desenvolvidos com recursos FAPESP de auxílio a pesquisas, bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado. Também temos usado a RMN em alta resolução em alto campo (RMN-AR) na pesquisa agropecuária para o estudo de fisiologia animal, vegetal e de microrganismos. Com esses estudos tem sido possível estudar o desenvolvimento e produtividade de animais e plantas e determinar os efeitos do estresse hídrico em plantas sensíveis e tolerantes. Assim, o objetivo deste projeto de pesquisa será continuar a desenvolver novos métodos e instrumentação RMN-DT para a análise de alimentos frescos e processados, bem como usar a RMN-AR para estudo de metaboloma de plantas sob estresse abiótico, alimentos e outros sistemas agrícolas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)