Busca avançada
Ano de início
Entree

Dieta e subsistência entre os produtores de cerâmica Tupiguarani de Sorocaba e região: uma abordagem bioarqueológica

Processo: 21/01214-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 30 de abril de 2023
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Pré-histórica
Pesquisador responsável:André Menezes Strauss
Beneficiário:Mateus Lopes Teixeira
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/16451-2 - Histórias indígenas de longa duração: o Brasil pré-colonial pela ótica da antropologia virtual e da arqueogenômica, AP.JP
Assunto(s):Bioarqueologia   Dieta   Tupi-guarani

Resumo

As populações produtoras de cerâmica da tradição Tupiguarani (PPCTG), ancestrais de parte dos grupos falantes da família linguística Tupi-Guarani, são tradicionalmente descritas como horticultoras, ou na nomenclatura mais atual, policultoras agroflorestais. Presumivelmente, esta estratégia de subsistência lhes conferiu uma grande capacidade de adaptação, o que teria viabilizado uma expansão territorial cuja velocidade e extensão não encontram paralelo na América do Sul não-andina. Em grande parte, as inferências sobre os hábitos alimentares dos PPCTG têm por base a correlação entre morfologia e função e analogias etnográficas. Entretanto, este tipo de abordagem não permite determinar a relevância efetiva ou quantificar a proporção de diferentes tipos de alimentos na dieta dos grupos PPCTG. Para este fim, análises isotópicas e osteológicas de esqueletos humanos são uma ferramenta de maior resolução. Devido ao reduzido número de esqueletos associados à cerâmica Tupiguarani, estes tipos de análises nunca foram aplicadas às PPCTG do Brasil. Recentemente, como parte do Projeto Gênese Sorocabana, 27 urnas funerárias da tradição Tupiguarani foram escavadas de 13 sítios arqueológicos localizados na região homônima no Estado de São Paulo, resultando numa coleção osteológica com grande potencial para estudos bioarqueológicos. Com o objetivo de contribuir para a caracterização da dieta e da estratégia de subsistência das PPCTG, o presente projeto irá 1-) realizar a curadoria deste material, 2-) estimar sexo biológico e idade de morte a partir de marcadores osteológicos, 3-) analisar a frequência de lesões cariosas e 4-) fazer análise de isótopos estáveis de carbono e nitrogênio.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)