Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do tratamento de sementes de soja com micronutrientes em associação com ultrassom avaliado por análise de imagens multiespectrais

Processo: 21/01329-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Clíssia Barboza Mastrangelo
Beneficiário:Érica Souza Gomes
Instituição Sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/15220-7 - Métodos de análise de imagens não destrutivos para avaliação da qualidade de sementes, AP.JP
Assunto(s):Tecnologia de sementes   Germinação de sementes   Qualidade fisiológica de sementes   Biofortificação   Imagem óptica   Espectroscopia de raio X   Inteligência artificial
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:espectroscopia de raios X | Inteligência Artificial | Sensores multiespectrais | técnicas não destrutivas | Tecnologia de Sementes

Resumo

A tecnologia óptica de imagens multiespectrais integrada com inteligência artificial tem possibilitado a detecção de alterações físicas, fisiológicas e químicas de sementes de forma objetiva e não invasiva. O tratamento de sementes com micronutrientes como zinco, manganês, cobalto e molibdênio tem revelado efeitos promissores na melhoria do potencial fisiológico de sementes e estabelecimento inicial de plântulas de diversas culturas. Quando associado com a técnica de ultrassom, a absorção desses elementos pelas sementes pode ser influenciada pelo fenômeno da cavitação acústica, que favorece a fluidez da parede celular promovendo aceleração na cinética de transporte intercelular. O objetivo principal desta proposta consiste em estudar os efeitos de tratamentos com zinco, manganês, cobalto e molibdênio em associação com a técnica de ultrassom sobre o potencial fisiológico de sementes de soja por meio de tecnologias de imagens multiespectrais, para detecção de sinais precoces, não perceptíveis ao olho humano. As imagens ópticas serão comparadas aos testes de germinação e vigor (primeira contagem de germinação, envelhecimento acelerado tradicional e com solução saturada de sal - EASS, emergência de plântulas e índice de velocidade de emergência - IVE). Paralelamente, os micronutrientes aplicados com ou sem ultrassom serão mapeados nas sementes por microscopia de fluorescência de raios X para melhor entendimento da cinética de absorção. Espera-se encontrar padrões de imagens ópticas para a avaliação não invasiva dos efeitos de tratamentos de soja com micronutrientes integrando ultrassom, abrindo novas perspectivas para o desenvolvimento de estratégias relacionadas à biofortificação, e oferecendo alternativas que possam contribuir para o melhor estabelecimento das plântulas em campo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)