Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle da expressão de marcadores imuno-inflamatórios em cimento de ionômero de vidro convencional incorporado de nanotubos de titânio sobre células odontoblásticas

Processo: 20/15865-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Kamila Rosamilia Kantovitz
Beneficiário:Maria Davoli Meyer
Instituição Sede: Centro de Pesquisas Odontológicas São Leopoldo Mandic. Faculdade São Leopoldo Mandic (SLMANDIC). Sociedade Regional de Ensino e Saúde S/S Ltda (SRES). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais dentários   Nanotecnologia   Cimentos de ionômeros de vidro   Odontoblastos   Nanotubos   Dióxido de titânio   Técnicas in vitro   Microscopia confocal   Reação em cadeia da polimerase em tempo real
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Cimentos de ionômero de vidro | Il-1² | Nanotecnologia | Odontoblastos | titânio | Vegef | Biologia molecular

Resumo

Nanotubos de dióxido de titânio (n-TiO2) têm sido sugerido como um material promissor para diversas aplicações. Com o objetivo de determinar o impacto da adição de n-TiO2 sobre as propriedades físico-químicas do cimento de ionômero de vidro (CIV), nosso grupo de pesquisa realizou uma série de estudos in vitro (ARP FAPESP #2016/13786-0; 2019/14078-8). De forma geral, os resultados obtidos demonstram que a presença dos n-TiO2 na composição dos CIVs produz uma melhora na resistência ao desgaste, e maior microdureza de superfície sem alterar a rugosidade superficial morfologia de fibroblastos cultivados sobre o CIV preparados com diferentes concentrações de nanotubos. Apesar do significativo avanço nessa área, não se sabe se a presença dos n-TiO2 na composição de CIV pode modular o padrão de expressão de citocinas inflamatórias. Assim, o presente estudo se propõe a determinar se a presença de n-TiO2 na composição do CIV modifica o padrão de expressão de citocinas inflamatórias em cultura de odontoblastos (MCDP- 23). Diferentes concentrações de n-TiO2 (3%; 5%; 7% em peso) sintetizados pelo método alcalino (E20 nm) serão incorporadas ao CIV [Ketac Molar EasyMix - (KM)]. Odontoblastos serão cultivados sobre discos de CIV com e sem nanotubos e os seguintes ensaios realizados: 1. Ensaio de proliferação/viabilidade celular (Azul de tripano e atividade mitocondrial-MTT) (n=6; 1, 3 e 4 dias); 2. Morfologia dos odontoblatos (Microscopia Confocal à Laser (Confocal) (n=6; 1, 3 e 4 dias); 3. Expressão proteica - determinação dos níveis de citocinas (IL-1², IL-6, IL-10, VEGEF e TNF) utilizando metodologia multiplex (n=6; 12 e 18 h) e 4. Expressão gênica - determinação dos níveis de marcadores de biomineralização em dentina (DMP1 e DSPP) (n=6; 1, 3 e 5 dias) utilizando-se PCR em tempo real. Após a coleta dos resultados, os dados serão submetidos à análise estatística, considerando o nível de significância de 5%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)