Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise longitudinal de alterações metabólicas em epilepsia do lobo temporal por espectroscopia de prótons por ressonância magnética

Processo: 21/09504-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Fernando Cendes
Beneficiário:Eloisa Bossi Granussio
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Neurologia   Epilepsia do lobo temporal   Hipocampo   Espectroscopia de ressonância magnética nuclear   Ressonância magnética   Estudos longitudinais
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Epilepsia do lobo temporal | Epilepsia farmacorresistente | Espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear | Hipocampo | Neurologia

Resumo

A Epilepsia do Lobo Temporal Mesial (ELTM) apresenta elevada incidência de farmacorresistência. Há relatos de possível progressão de dano estrutural ao hipocampo mesmo em pacientes com bom controle de crises. Entretanto, tal relação ainda permanece inconclusiva. Além disso, pouco é conhecido sobre a progressão das possíveis alterações metabólicas, principalmente do N-acetilaspartato (NAA), marcador de dano ou disfunção neuronal, em pacientes com ELTM. A hipótese do presente projeto é que exista uma diminuição da concentração de NAA ao longo do tempo, de forma similar à possível progressão de dano estrutural observado em exames de ressonância magnética (RM), mais acentuadamente em pacientes com ELTM farmacoresistente. Para tal, será utilizada a espectroscopia de prótons por ressonância magnética (1H-ERM) em pacientes ELMT farmacoresponsivos e farmacoresistentes. Objetivos: analisar as imagens de 1H-ERM e RM obtidas com intervalo de, ao mínimo, seis meses em pacientes com ELTM a fim de quantificar longitudinalmente a variação do metabólito NAA nos hipocampos e sua correlação com o volume hipocampal e a resposta farmacológica. Métodos: serão selecionadas imagens, obtidas por 1H-ERM e RM, de pacientes com ELTM. Serão convocados também pacientes que tenham uma aquisição de 1H-ERM e RM há pelo menos 6 meses para obterem a segunda aquisição. As imagens metabólicas serão adquiridas através da técnica single-voxel. Os arquivos serão processados utilizando o software LCModel. A quantificação volumétrica hipocampal será realizada de forma automática pelo software Freesurfer. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)