Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigando a homologia do ouvido timpânico em diapsida

Processo: 21/09535-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 30 de setembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Tiana Kohlsdorf
Beneficiário:Mario Bronzati Filho
Supervisor no Exterior: Ingmar Werneburg
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa: Eberhard Karls Universität Tübingen, Alemanha  
Vinculado à bolsa:18/18145-9 - Integrando evo-devo e paleontologia no estudo da origem e evolução do ouvido timpânico em diapsida, BP.PD
Assunto(s):Histologia   Embriologia   Paleontologia   Fósseis   Tetrápodes   Répteis   Ouvido

Resumo

O paradigma atual acerca da origem do ouvido timpânico em tetrapodos é de que essa estrutura surgiu ao menos três vezes: em anfíbios, mamíferos e em répteis (incluindo aves). Entretanto, a hipótese de origem única dessa estrutura em répteis não é consensual, com vários aspectos desta questão ainda não tendo sido analisados em detalhe. A pesquisa de pós-doutorado relacionada a essa proposta vem conduzindo uma análise detalhada da ontogenia do ouvido timpânico em répteis viventes combinando técnicas como biologia molecular, histologia, microtomografia computadorizada. Estas permitem o estabelecimento de uma hipótese de homologia primária para o ouvido timpânico no grupo. Resultados dessa parte serão analisados em conjunto com uma análise tentando estabelecer a condição ancestral (presença/ ausência do ouvido timpânico) em Diapsida, incluindo as linhagens extintas. Neste sentido, o projeto irá se beneficiar do estágio de pesquisa no exterior aqui proposto. O Dr. Ingmar Werneburg é um dos líderes mundiais no estudo de desenvolvimento embrionário de tetrápodos, possuindo ampla experiência em análises de seções histológicas de embriões. O Dr. Werneburg também possui acesso a coleção Wolfgang-Maier em Tübingen, a qual contem seções histológicas de um grande número de embriões de diápsidos. A análise destes materiais será de grande valor para se atingir um estudo comparativo mais amplo da ontogenia do ouvido timpânico em Diapsida. Adicionalmente, o Dr. Werneburg possui também ampla experiência em estudos paleontológicos, e é o curador de uma das maiores coleções paleontológicos contendo fósseis de diápsidos no mundo; o que é de grande importância para se atingir uma análise mais robusta da evolução dos correlatos osteológicos da membrana em Diapsida. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)