Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de microfibras de celulose catiônica (CMF) e sua aplicação na remoção do corante vermelho do congo de efluentes

Processo: 21/09773-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Aldo Eloizo Job
Beneficiário:Maria Vitória Guimarães Leal
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):22/00439-1 - Produção de microfibras de celulose catiônica (cCMF) e CuNPs como um novo híbrido aplicado na fotodegradação do corante Vermelho do Congo, BE.EP.IC
Assunto(s):Materiais não metálicos   Poluição da água   Indústria sucro-alcooleira   Energia renovável   Celulose   Adsorção   Propriedades químicas

Resumo

A contaminação de águas por meio de contaminantes orgânicos como os corantes vêm causando preocupação da sociedade científica ao redor do mundo, sendo um tema recorrente na literatura científica. Devido a importância do setor têxtil e o grande volume de efluente gerado, os corantes se tornam perigosos não apenas pela quantidade nos efluentes, como também pela sua persistência e interações que podem causar danos ao meio ambiente e à saúde humana. Métodos e tecnologias convencionais de tratamento de água têm se mostrado não eficientes na remoção da maioria destes contaminantes. Assim, torna-se necessária a busca por alternativas de tratamento destes efluentes. O processo de adsorção se destaca pelo baixo custo, alta eficiência e facilidade de operação. Dentre os materiais adsorventes, os biossorventes vêm recebendo grande destaque por serem um material eco-friendly, de fontes renováveis e de baixo custo. Assim, pretende-se produzir microfibras de celulose funcionalizada com propriedade catiônica (cDAC), provinda de um resíduo agroindustrial gerado na indústria sucroalcooleira e então estudar sua aplicação na remoção do corante vermelho do congo em meio aquoso. As microfibras serão caracterizadas quanto suas propriedades químicas, estruturais e morfológicas. Testes de adsorção e dessorção do corante vermelho do congo em função da concentração inicial do contaminante, do pH da solução e do tempo de contato serão realizados. Esta proposta insere-se no projeto Temático FAPESP INCT (2014/50869-6) em Eletrônica Orgânica (INEO) vigente entre jul/2017-jun/2023 e prevê um estágio de 03 meses no exterior por meio de bolsa BEPE na Universidad Austral do Chile em Valdivia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)