Busca avançada
Ano de início
Entree

Mediadores moleculares envolvidos na persistência do efeito dos produtos de glicação avançada sobre a resposta inflamatória e prejuízo no efluxo de colesterol em macrófagos

Processo: 21/04989-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 30 de junho de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Marisa Passarelli
Beneficiário:Sayonara Ivana Santos de Assis
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Aterosclerose   Diabetes mellitus   NF-kappa B   Endocrinologia

Resumo

Produtos de glicação avançada (AGE) são contribuintes importantes para a memória metabólica, por mediarem modificações celulares durante o período de descompesação glicêmica, que se sustentam após o controle metabólico adequado no diabetes mellitus (DM). Recentemente, evidenciamos efeito persistente da albumina modificada por glicação avançada (albumina-AGE) sobre o prejuízo na remoção de colesterol de macrófagos pelas lipoproteínas de alta densidade (HDL) e sensibilidade destas células à inflamação. O objetivo deste estudo é avaliar os mecanismos moleculares que medeiam a resposta celular persistente aos AGE. Serão avaliados, em macrófagos tratados com albumina-AGE e controle (C), o tempo de persistência da ativação da via NFKB, e expressão de genes inflamatórios e envolvidos na exportação de colesterol. Albumina será glicada in vitro pela incubação com glicolaldeído 10mM, durante 4 dias a 37ºC, no escuro. Albumina C será mantida na presença de solução tampão-fosfato, apenas. Macrófagos diferenciados a partir de células isoladas da medula óssea de camundongos serão incubados, por 48 h com albumina C ou AGE; a seguir, mantidos em meio isento dessas albuminas por diferentes intervalos de tempo e, posteriormente, incubadas por 24 h com lipopolissacarídeo. Serão determinados, por imunoblot, o conteúdo celular total de ABCA-1, ABCG-1 (receptores de HDL), IKBA, IKBB, IKKA e IKKB total e fosforilada, receptor símile ao toll 4 (TLR4) e receptor de AGE (RAGE), e conteúdo nuclear de p65 e p50. RT-qPCR será utilizado para análise da expressão gênica de RelA, Nfkb1, Ager, Tlr4, IL6, TNF, Abca1 e Abcg1. A secreção de citocinas inflamatórias será determinada por ELISA. Os resultados ajudarão na melhor compreensão dos mecanismos moleculares que norteiam a ação celular sustentada dos AGE, comprometendo a homeostasia lipídica e favorecendo a aterosclerose.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)