Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação e screening biológico na busca por agentes antimicrobianos produzidos por actinobactérias contra o cancro cítrico

Processo: 21/13208-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2021
Vigência (Término): 30 de setembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Tânia Petta
Beneficiário:Daphne Batista de Oliveira
CNAE: Atividades de apoio à agricultura
Vinculado ao auxílio:20/09199-8 - Identificação e screening biológico na busca por agentes antimicrobianos produzidos por actinobactérias contra o cancro cítrico, AP.PIPE
Assunto(s):Cancro (doença de planta)   Compostos bioativos   Controle biológico   Agentes de controle biológico   Actinobacteria
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:actinobactéria | Biodefensivos | Cancro cítrico | citri | screening biológico | Xanthomonas citri subsp | Compostos Bioativos

Resumo

O cancro cítrico (Xanthomonas citri subsp. citri, Xcc) é uma fitopatologia que ocorre endemicamente nas principais regiões citrícolas do Brasil e seu impacto nos pomares pode acarretar em expressivas perdas na produtividade e econômica. A doença não tem cura e o controle químico com pesticidas cúpricos é a principal medida empregada pelos produtores para prevenir a entrada da doença nos pomares. No entanto, o uso contínuo de cobre tem suscitado preocupações devido a impactos relacionados a saúde humana e no ecossistema, segurança alimentar, indução de mecanismos de resistência pela bactéria Xcc e aos efeitos adversos provocados nas plantas cítricas. A existência de produtos ambientalmente corretos e eficazes contra o cancro cítrico possibilitaria reduzir e/ou substituir o uso de cobre no campo. Neste sentido, agentes de controle biológico, em especial os micro-organismos, representam alternativas promissoras ao uso de defensivos químicos na agricultura. Sendo assim, a proposta deste projeto é o desenvolvimento de um biodefensivo agrícola eficaz e ambientalmente seguro para o manejo mais sustentável do cancro cítrico como alternativa ao cobre utilizando como agente biológico actinobactérias. As actinobactérias são micro-organismos potenciais na busca por ativos antimicrobianos por sua capacidade intrínseca de produzir metabólitos secundários bioativos, especialmente antibióticos. No Brasil, não há biodefensivos comerciais registrados para o cancro cítrico produzido a base de actinobactérias. Na Fase 1 do projeto conseguiu-se identificar diferentes isolados de actinobactérias com potente efeito protetivo contra o cancro cítrico por meio de ensaios in vitro e in vivo em mudas de laranja Pera, comprovando a viabilidade técnico-científica da proposta. Com a execução da Fase 2 almejamos desenvolver o nosso produto em escala piloto vislumbrando a comercialização de um biodefensivo inédito no mercado nacional. Para tanto, iremos realizar o Scale-up da escala produtiva; desenvolver uma formulação visando otimizar a eficácia do produto em campo, facilitar a aplicação, prolongar a estabilidade e tempo de prateleira para a comercialização e avaliar a eficiência do produto formulado em campo. Atingindo estes objetivos, ao final deste projeto teremos o protótipo do biodefensivo produzido com ativos de actinobactérias devidamente padronizado. Na citricultura, a produção brasileira de laranja é a maior do mundo e responde por mais de 60% do total de suco produzido e 80% do mercado internacional, sendo esta uma das principais cadeias de valor do agronegócio brasileiro. Com o desenvolvimento do biodefensivo para o controle do cancro cítrico, a Actinobac irá contribuir para minimizar as perdas e tornar a citricultura brasileira mais rentável e sustentável. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)