Busca avançada
Ano de início
Entree

Fabricação de um microdispositivoS vítreoS contendo nióbio e tântalo

Processo: 21/11494-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 13 de maio de 2022
Vigência (Término): 12 de maio de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Marcelo Nalin
Beneficiário:Lia Mara Silva Marcondes
Supervisor no Exterior: Thierry Cardinal
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Local de pesquisa: Université de Bordeaux, Carreire/Victoire, França  
Vinculado à bolsa:20/01786-1 - Óptica não-linear e magneto-óptica em vidros e vitrocerâmicas contendo nióbio e tântalo, BP.PD
Assunto(s):Vidro   Nióbio   Química de materiais

Resumo

Dispositivos fotônicos totalmente ópticos são amplamente investigados nos dias de hoje pois permitem melhorar a velocidade geral de circuitos, limitada pelo tempo de resposta dos dispositivos eletrônicos. Alguns avanços estão sendo feitos nesse sentido, como a fabricação de dispositivos optoeletrônicos. Os vidros germanatos contendo nióbio (recurso de exploração nacional brasileira) e tântalo são promissores devido às suas propriedades ópticas lineares e não-lineares. Este projeto BEPE engloba o estudo e caracterizações ópticas não-lineares resultantes da microfabricação óptica (já realizada no Brasil por irradiação a laser de femtossegundo) e polarização térmica (que será realizada no BEPE). Um microdispositivo (utilizando eletrodos microestruturados por polarização térmica) será fabricado em fibra de vidro em fita (puxada em torre de tração de fibra) e suas propriedades estruturais e não-lineares serão investigadas. Neste microdispositivo (por polarização térmica), um campo elétrico estático é implantado na microestrutura devido à migração de íons alcalinos, podendo ser obtidas propriedades ópticas não-lineares de segunda ordem, como a geração de segundo harmônico (SHG). Este projeto é promissor, pois envolve a preparação de um dispositivo em uma matriz otimizada que respondeu com sucesso à microestruturação por polarização térmica pelo colaborador do projeto Prof. Dr. Gael Poirier. O microdispositivo fabricado por polarização térmica e caracterizações não-lineares por micro-SHG (Raman) e técnica de franjas Maker não pode ser obtido em instituições de São Paulo, e será obtido no Instituto de Química da Matéria Condensada de Bordeaux da Universidade de Bordeaux na França sob supervisão do Prof. Dr. Thierry Cardinal. Este microdispositivo pode ser adequado para aplicações fotônicas, especialmente conversão de comprimento de onda e dispositivos eletro-ópticos, além da possibilidade de fabricação de um novo cristal fotônico.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)