Busca avançada
Ano de início
Entree

Superóxido dismutase (SOD) para a identificação da recalcitrância em sementes de cacau (Theobroma cacao L.)

Processo: 21/13689-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2022
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Victor Augusto Forti
Beneficiário:Isadora de Andrade Tronco
Instituição Sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras , SP, Brasil
Assunto(s):Tecnologia de sementes   Qualidade fisiológica de sementes   Enzimas antioxidantes   Radicais livres   Morte celular   Theobroma cacao
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:enzima | Qualidade de sementes | semente recalcitrante | Tecnologia de sementes

Resumo

O cacau é uma espécie recalcitrante pois, suas sementes após a maturidade fisiológica não sofrem dessecação natural e são dispersas no ambiente com altos teores de água. Uma das dificuldades para a conservação de espécies recalcitrantes é a menor tolerância a baixas temperaturas e a baixos teores de água, não sobrevivendo por longos períodos de armazenamento. Essa sensibilidade durante o armazenamento está relacionada com a resposta ineficiente de mecanismos de defesa a condições de estresse. Esses mecanismos, como as enzimas antioxidantes (por exemplo a superóxido dismutase - SOD), são responsáveis por remover os radicais livres que ocasionam a morte celular. Dessa forma, o presente trabalho tem por objetivo determinar a atividade da enzima Superóxido dismutase (SOD) como marcador bioquímico de sensibilidade à dessecação em sementes recalcitrantes de cacau (Theobroma cacao L). Para isso, dois lotes de sementes de cacau, extraídos de frutos maduros, serão submetidos a secagem contínua em estufa com circulação de ar forçada a 34 ± 2 °C para a obtenção dos tratamentos com diferentes teores de água. As sementes de cada tratamento serão avaliadas quanto ao teor de água e quanto ao potencial fisiológico por meio do teste de germinação e do teste de tetrazólio. Além disso, as sementes de todos os tratamentos de ambos os lotes serão submetidas à análise bioquímica para a avaliação da atividade da enzima SOD. O uso da análise bioquímica da atividade da enzima SOD, como marcador de sensibilidade à dessecação, pode ser uma alternativa para complementar os testes de avaliação de recalcitrância.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)