Busca avançada
Ano de início
Entree

Um olhar sobre a constituição da história da antropologia no Brasil através da obra de Mariza Corrêa: gênero, arquivo e memória

Processo: 21/05948-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2022
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2025
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Pesquisador responsável:Luís Felipe Bueno Sobral
Beneficiário:Amanda Gonçalves Serafim
Instituição Sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/05567-5 - Historiografia da antropologia, AP.JP
Assunto(s):Relações de gênero   Arquivos pessoais   Historiografia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:arquivo | Historiografia da Antropologia | Mariza Corrêa (1945-2016) | Projeto História da Antropologia no Brasil | Relações de gênero | Historiografia da Antropologia

Resumo

O objetivo desse projeto é realizar uma reflexão sobre a consolidação de uma agenda crítica de pesquisas na área de história da antropologia no Brasil a partir do trabalho de Mariza Corrêa. Para tanto, pretendo compreender o processo de constituição de um olhar atento à importância da análise dos marcadores sociais da diferença na historiografia do fazer antropológico, sobretudo de gênero, que Corrêa desenvolveu ao longo de sua trajetória intelectual. Pretendo, através do estudo dessas duas dimensões do trabalho da antropóloga, pensar os desdobramentos de suas investigações na produção de uma memória crítica da disciplina. A pesquisa será realizada através dos documentos de Corrêa, depositados atualmente no Arquivo Edgard Leuenroth (AEL), bem como através de entrevistas com colegas, familiares e ex-alunos da antropóloga, que possam contribuir na obtenção de informações referentes à sua experiência com relação ao trabalho desenvolvido, e à formação de uma rede de colaboradores nos espaços institucionais que ocupou. O estudo de sua trajetória mostra a estreita relação entre o trabalho de pesquisa e a atividade docente e de formação de novas gerações de profissionais da disciplina, atentos às críticas do fazer científico que, no caso de Corrêa, são indissociáveis da teoria feminista praticada nas últimas décadas do século passado. Espera-se desenvolver também uma reflexão sobre a produção de pesquisas etnográficas em arquivos pessoais e sua contribuição para o trabalho antropológico, assim como pensar sobre as relações de gênero dentro dos arquivos e a constituição de uma memória situada através dos documentos das mulheres atuantes na disciplina. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
AMANDA GONÇALVES SERAFIM. Meus encontros com Mariza Corrêa. Cad. Pagu, n. 69, . (21/05948-9)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.