Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da ecotoxicidade de larvicidas à base de nanopartículas de lignina e ativos naturais visando controle de arboviroses

Processo: 21/11145-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2022
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Leonardo Fernandes Fraceto
Beneficiário:Carolina Barbara Rogerio
Supervisor: Susana Patricia Mendes Loureiro
Instituição Sede: Instituto de Ciência e Tecnologia. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Sorocaba. Sorocaba , SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidade de Aveiro (UA), Portugal  
Vinculado à bolsa:20/05415-8 - Desenvolvimento de larvicida a partir de nanopartículas de lignina contendo ativos naturais para combate à propagação de arboviroses, BP.MS
Assunto(s):Ecotoxicidade   Nanobiotecnologia   Infecções por Arbovirus   Aedes aegypti
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Arboviroses | ecotoxicidade | Nanolarvicidas | Nanobiotecnologia

Resumo

O aumento nos casos de arboviroses, tais como febre amarela, dengue, chikungunya e a zika, que possuem o mosquito Aedes aegypti como principal vetor, infectam milhares de pessoas anualmente, causando sequelas e podendo levar pacientes a óbito. Entre as alternativas para controle do vetor, encontra-se a classe de larvicidas, porém o uso excessivo e indiscriminado de produtos sintéticos tem gerado resistência juntamente com efeitos prejudiciais ao ambiente e saúde humana. Neste sentido, a proposta deste projeto envolve o desenvolvimento de larvicidas utilizando nanopartículas de lignina contendo óleo de neem (Azadirachta indica) e óleo de rícino (Ricinus communis), pois através deste sistema de liberação modificada é possível reduzir a quantidade de princípio ativo e número de aplicações, resultando em uma menor exposição e consequentemente diminuição da toxicidade ambiental. Para isso serão desenvolvidos sistemas carreadores à base de nanopartículas de lignina contendo os óleos de neem e rícino como estratégia para controle de larvas do Aedes aegypti. Serão realizados estudos de atividade larvicida a fim de avaliar a efetividade das formulações. Tais sistemas poderão ser uma alternativa promissora devido ao uso de materiais de origem natural podendo assim minimizar os impactos ambientais do uso de larvicidas no ambiente.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)