Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de série temporal de imagens de satélite na análise de mudanças morfológicas e sedimentares causadas por ações antrópicas no Rio Cuiabá (MT), Pantanal

Processo: 21/12466-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2022
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Fabiano Do Nascimento Pupim
Beneficiário:Beatriz Silva Fernandes
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Assunto(s):Geomorfologia fluvial   Morfologia fluvial   Produção sustentável   Sensoriamento remoto   Análise de séries temporais   Rio Cuiabá   Pantanal

Resumo

A região Centro-Oeste do Brasil vem passando por transformações significativas no seu sistema produtivo desde a década de 1970, com expansão do complexo agroindustrial e setor energético. Essa expansão tem sido caracterizada pela transformação de áreas de vegetação nativa em áreas de agricultura e pelo aumento da quantidade de usinas hidrelétricas, os quais são potenciais causadores de impactos nos sistemas naturais, especialmente nos rios e áreas úmidas. No Estado do Mato Grosso, a região da Bacia Hidrográfica do Rio Cuiabá é um importante exemplo dessas transformações de caráter antropogênico, que podem ser notados desde as cabeceiras da bacia hidrográfica até as planícies do Pantanal. Por isso, são necessários cada vez mais estudos que analisem e quantifiquem tais impactos. Insere-se nessa realidade o presente projeto, que procura investigar a resposta do Rio Cuiabá frente as mudanças no uso e ocupação do solo e criação de usinas hidrelétricas desde o ano de 1985 até o presente. A análise das alterações provocadas por essas perturbações será feita com base no mapeamento e quantificação de barras fluviais presentes no rio, avaliação da migração do canal e mudanças em sua largura, sendo utilizada para isso uma série temporal de produtos de sensoriamento remoto. Os índices serão analisados com base em classificação supervisionada de imagens, tendo como base imagens anuais do satélite Landsat 5 e 8 desde 1985 a 2020. Informações acerca de instalação de usinas hidrelétricas, desmatamento e mudança no uso e ocupação da terra serão obtidos na literatura e bases de dados governamentais. Os resultados obtidos da correlação dos dados permitirão entender como tais fatores alteram o rio, dando suporte para possíveis planos de gerenciamento e planejamento ambiental mais adequados. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)