Busca avançada
Ano de início
Entree

Nem Napoleão, nem os iluministas. O contra discurso da Revolução Haitiana entre rupturas e continuidades (1799-1815)

Processo: 20/15438-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2022
Vigência (Término): 30 de abril de 2026
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História da América
Pesquisador responsável:Lúcia Helena Oliveira Silva
Beneficiário:Berno Logis
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil

Resumo

Trata-se de ações políticas empregadas durante o consulado de Napoleão Bonapartevinculado ao processo de colonização francesa de São Domingos, atual Haiti, iniciada naprimeira metade do século XVII. E as estratégias desenvolvidas pelos líderes ToussaintLouverture e Jean Jacques Dessalines, antigos escravizados que derrotaram o sistemaescravista em geral e as tropas expedicionárias francesas em particular. Na França, em1799 ainda no contexto político tumultuoso da revolução de 1789 se agravando, foiinstaurada a era napoleônica introduzida pelo consulado. Paralelamente a estes ocorridos,o cenário não se diferenciava na mais importante colônia francesa da América. O contextosociopolítico proporcionava múltiplos desafios e ambições nesta parte da Ilha, ainda coma ascensão dos líderes negros que passaram a ser agentes conscientes de sua história,ativos e capazes de questionar a ordem vigente. Opostos as políticas coloniais francesas,estes empreenderam estratégias políticas e mecanismos jurídicos significativos paraenfrentar tanto o consulado como o governo imperial francês. A vista disso, este projetopropõe-se por meio de análise de documento investigar as atuações políticas destesprotagonistas e suas contribuições no cenário colonial, do final do século XVIII até oinício do século XIX. Pretende-se além do mais, no intuito de dar continuidade a recentepesquisa desenvolvida no mestrado, inserir e trazer ao meio acadêmico em geral e o dobrasileiro especificamente, a figura do Jean Jacques Dessalines como uma daspersonagens fundamentais da Revolução Haitiana de 1791-1804, contribuindo-se nodebate historiográfico não ocidental que visa apresentar um enfoque de ruptura com atendência de negligenciar a sua importância nas lutas pela emancipação dos negros e dofim do colonialismo europeu na América.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)