Busca avançada
Ano de início
Entree

Proposta Experimental de Integração Tainacan+Wikidata

Processo: 21/14643-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2022
Vigência (Término): 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Ciência da Informação
Pesquisador responsável:Paulo César Garcez Marins
Beneficiário:Ana Carolina Laurini Malara
Instituição-sede: Museu Paulista (MP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/07366-1 - Coletar, identificar, processar, difundir: o ciclo curatorial e a produção do conhecimento, AP.TEM
Assunto(s):Catalogação   Documentação museológica

Resumo

O atual sistema de armazenamento de metadados para consulta e gerenciamento do acervo do Museu Paulista foi desenhado em desenvolvido entre 1990 e 1993 e desde então foi sendo atualizado para atender a novas demandas. Atualmente contamos com um total de 70 mil itens de acervo cujos metadados encontram-se disponíveis para consulta em bases locais e em uma base online (www.acervo.mp.usp.br). O acesso para alimentação e correção de dados no banco só pode ser feito na rede local e, desde 2013, a consulta pode ser feita remotamente.Ao Longo dos últimos anos, avaliamos a necessidade de migração do atual sistema para outro, que permita consultas online com qualidade, e a integração das diversas ações do ciclo curatorial, acoplando ao banco funcionalidades de gerenciamento das informações, movimentação de obras, dados de vistorias etc. Após analisar vários softwares livres, tais como Dspace e ICA-AToM, e comerciais, como Sistemas do Futuro, para avaliar suas funcionalidades e usabilidade, vimos na aplicação do software TAINACAN, uma plataforma desenvolvida a partir de um plugin do WordPress, software livre e que foi adotado pelo IBRAM como ferramenta para desenvolvimento de bancos de dados para os museus federais. Trata-se de software para gerenciamento de grandes acervos e acervos heterogêneos, permite a customização que inclua modelos de gerenciamento de documentação arquivística. Hoje, mais de 100 museus no Brasil adotam o TAINACAN, o que vem a garantir uma comunicação em rede com outras instituições. O programa foi desenvolvido no âmbito acadêmico, e hoje alimenta projetos institucionais e acadêmicos sob coordenação do Prof. Dr. Dalton Martins. Atende especialmente o perfil de um museu universitário, cujas propostas primam pela valorização de produtos que envolvam pesquisa e formação. O programa permite customizar modelos de metadados, criar filtros de busca e consulta de forma dinâmica e fácil interoperabilidade com redes sociais. Entre as possibilidades oferecidas, destacam a configuração dos dados a partir de entidades semânticas e exportar as coleções em formato RDF, além de interconexão com Wikimedia para publicar dados e imagens na ecologia Wiki (Wikipedia, Wikimedia e Wikidata). A nossa visão é garantir uma atualização permanente dos dados em dupla mão: as novas inserções de metadados relativos aos itens de acervo na plataforma Tainacan e a absorção das melhorias nos metadados realizadas na plataforma Wikidata. O Museu Paulista já firmou um protocolo de intenções com o Laboratório de Inteligência de Redes, da UnB, coordenado pelo Prof. Dr. Dalton Martins, para o desenvolvimento do projeto piloto de plataforma de integração Tainacan-Wikidata.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)