Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos de Limosilactobacillus reuteri associado à vitamina K2 na osteoporose induzida em camundongos: estudo microtomográfico

Processo: 21/09726-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2022
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Ana Lia Anbinder
Beneficiário:Luisa Souza Battistelli
Instituição Sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Patologia   Vitamina K   Osteoporose   Probióticos   Ovariectomia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Limosilactobacillus reuteri | osteoporose | vitamina K | Patologia

Resumo

A osteoporose é uma doença osteometabólica, caracterizada por um desequilíbrio entre deposição e reabsorção óssea, constituindo um importante problema de saúde pública. A relação entre probióticos e metabolismo ósseo tem recebido atenção como uma possível forma de terapia para osteoporose. A associação de probióticos com a vitamina K é muito interessante, visto que as vias benéficas de ambos podem estar interligadas. A vitamina K está relacionada a aumento da densidade mineral óssea, estimulação da osteoblastogênese e inibição osteoclastogênese e atua como um cofator para a gama-carboxilação da osteocalcina, importante para a mineralização óssea. Neste estudo, serão avaliados os efeitos de Limosilactobacillus reuteri (atual nomenclatura de Lactobacillus reuteri) associado à vitamina K2, na proteção contra a perda óssea induzida por ovariectomia em camundongos fêmeas. Os animais serão distribuídos em cinco grupos: grupo 1, controle; grupo 2, ovariectomia; grupo 3, ovariectomia + L. reuteri; grupo 4, ovariectomia + vitamina K2; grupo 5, ovariectomia + L. reuteri + vitamina K2. O tratamento se iniciará uma semana após a ovariectomia e terá duração de 4 semanas, quando será realizada a eutanásia. Os dados obtidos serão submetidos ao teste estatístico mais conveniente, ao nível de 5%. Espera-se que a administração do probiótico leve à redução da perda óssea estimulada pela ovariectomia. Espera-se ainda que o acréscimo da vitamina ao probiótico possa incrementar seu efeito anabólico já demonstrado na literatura, oferecendo uma alternativa nutricional de baixo custo para o controle da osteoporose pós-menopáusica.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)