Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do far-uvc 222 nm na descontaminação e aumento do tempo de prateleira de frutas

Processo: 21/08364-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2022
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica
Pesquisador responsável:Sebastião Pratavieira
Beneficiário:Mariana Mayumi Yamashiro Delfino
Instituição Sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07276-1 - CEPOF - Centro de Pesquisa em Óptica e Fotônica, AP.CEPID
Assunto(s):Biotecnologia   Segurança alimentar   Conservação de alimentos   Micro-organismos   Soluções (química)   Raios ultravioleta   Descontaminação   Processos microbiológicos
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Alimentos | Frutas | Inativação | Microorganismos | ultravioleta | Biotecnologia

Resumo

A segurança alimentar é um dos grandes desafios da atualidade. Alimentos contaminados por bactérias, vírus, fungos e toxinas produzidas por microrganismos, além de resultarem na transmissão de doenças, são a causa de significativas perdas e desperdícios. Diversas estratégias, como processos térmicos e lavagem dos alimentos com soluções químicas, são utilizadas visando controlar tais situações; contudo, ambas possuem suas limitações. As desinfecções por técnicas fotônicas, como a irradiação ultravioleta do tipo c (uv-c), são uma alternativa para o controle de microrganismos. A luz na faixa dos 250-260 é letal para uma gama de microrganismos; especificamente o uv-c em 254 nm, conhecido como germicida, é um método amplamente reconhecido na desinfecção de água e superfícies. Entretanto, seu uso representa um perigo para a saúde humana por ser cancerígeno e cataratogênico. Em contraste, vem sendo demonstrado que o far-uvc, luz ultravioleta distante (207-230nm) emitido por lâmpadas de excímero de cloreto de criptônio (KrCl), elimina com eficiência diversos microrganismos, sem causar dano à pele exposta de mamíferos. Com o objetivo de analisar a eficácia do far-uvc em 222 nm na desinfecção de frutas e no aumento do tempo de prateleira das mesmas, o equipamento Care 222 será utilizado para simular situações reais de supermercados, visando encontrar a dose e distância amostra/ equipamento adequada para controle microbiológico.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)