Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da terapia fotodinâmica com os fotossensibilizadores indocianina verde e azul de metileno, e da medicação intracanal de hidróxido de cálcio na resistência adesiva de pinos de fibra de vidro à dentina intrarradicular

Processo: 21/14486-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2022
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Gustavo Sivieri de Araújo
Beneficiário:Fernanda Santos de Melo
Instituição Sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Resistência ao cisalhamento   Fármacos fotossensibilizantes   Hidróxido de cálcio   Verde de indocianina   Azul de metileno   Terapia fotodinâmica   Técnicas in vitro   Microscopia eletrônica de varredura
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:azul de metileno | Endodontia | Hidróxido de cálcio | Indocianina verde | Resistência ao cisalhamento | Terapia Fotodinâmica | Endodontia

Resumo

A terapia fotodinâmica (TFD), associada à fotossensibilizadores (FSs) específicos, é uma modalidade terapêutica bastante utilizada atualmente como uma abordagem coadjuvante ao tratamento endodôntico convencional, permitindo a redução microbiana presente nos canais radiculares. Entretanto, é escassos estudos na literatura que comprovem o efeito do FS indocianina verde na resistência de união de retentores intrarradiculares à dentina radicular. O objetivo do presente estudo in vitro consiste em avaliar os efeitos da terapia fotodinâmica com os diferentes fotossensibilizadores, indocianina verde e azul de metileno, e da medicação intracanal de hidróxido de cálcio na resistência de união de pinos de fibra de vidro cimentados à dentina intrarradicular. Quarenta e oito dentes incisivos bovinos serão utilizados neste estudo, os quais serão submetidos ao preparo biomecânico (PBM). Os dentes serão distribuídos aleatoriamente em seis grupos experimentais de acordo com os fotossensibilizadores utilizados (indocianina verde [IV] ativado com Laser infravermelho [» 808nm] ou azul de metileno [AM] ativado com Laser vermelho [» 660 nm]), e da utilização ou não da medicação intracanal de hidróxido de cálcio (Ca(OH)2) (n =8). Os grupos experimentais serão: G1: PBM + Água Deionizada (Controle Negativo); G2: PBM + Água Deionizada + Ca(OH)2 (Controle Positivo); G3: PBM + FS-IV 50 mg/L+ Laser Infravermelho »=808nm; G4: PBM + FS-IV 50 mg/L + Laser Infravermelho »=808nm + Ca(OH)2; G5: PBM + FS-AM 50 mg/L + Laser Vermelho »=660nm; e G6: PBM + FS-AM 50 mg/L + Laser Vermelho »=660nm + Ca(OH)2. Após o PBM será realizada a inserção da medicação intracanal permanecendo no interior dos canais radiculares por um período de 14 dias. Em seguida, a medicação intracanal será removida e será realizada a obturação dos canais radiculares e a cimentação dos pinos de fibra de vidro. A resistência de união entre os pinos de fibra de vidro à dentina radicular será mensurada através do teste de Push-Out utilizando a máquina de ensaio universal. A resistência de união será avaliada nos diferentes terços da dentina radicular (terço cervical, médio e apical). Ademais, amostras representativas de cada grupo experimental serão submetidas à Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) para qualificar o padrão de fratura. Os dados obtidos serão submetidos ao teste de normalidade e as médias comparadas por testes estatísticos específicos (± = 0,05). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)