Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos antagonistas beta adrenérgicos no ducto de canal deferente em rato

Processo: 21/14120-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2022
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Autonômica
Pesquisador responsável:Gilberto de Nucci
Beneficiário:Raquel Rios Campitelli
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/16805-4 - Avaliação do papel fisiopatológico das catecolaminas endoteliais, AP.TEM
Assunto(s):Ducto deferente   Estimulação elétrica   Receptores adrenérgicos beta   Tetrodotoxina   Modelos animais

Resumo

A estimulação de campo elétrico (EFS) é uma técnica na qual um estímulo elétrico é aplicado uniformemente a um tecido isolado em pulsos de ondas curtas. Dependendo dos mediadores liberados pela EFS pode ocorrer contração ou relaxamento dos tecidos. Inicialmente, nosso grupo de pesquisa demonstrou que as contrações estimuladas dos vasos do cordão umbilical humano (HUCV) dependem da presença do endotélio e não são afetados pela tetrodotoxina, bloqueador de canais de sódio, utilizado para impedir a liberação de mediadores de terminações nervosas. Achados similares foram encontrados em répteis, aorta do jabuti Chelonoidis carbonaria e aorta das Crotalus durissus terrificus, Bothrops jararaca e Panterophis guttatus. Recentemente, foi detectado através de ensaios farmacológicos e por cromatografia líquida acoplado à espectrometria de massa em tandem (LC-MS-MS) a liberação basal de dopamina por células endoteliais de HUCV. A dopamina atua na neurotransmissão dopaminérgica no sistema nervoso central, na modulação da pressão arterial por mecanismos renais e vasculares e tem importância na modulação da função cardíaca. As análises por LC-MS-MS também revelaram um novo mediador vascular a 6-nitrodopamina. A 6- nitrodopamina é produzida a partir da nitração da dopamina. Em estudos nosso grupo de pesquisa identificou a liberação da 6-nitrodopamina em ducto de canal deferente em ratos esse trabalho tem como objetivo caracterizar a ação da 6-nitrodopamina em receptores beta adrenérgicos no ducto do canal deferente de rato. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)