Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação de isótopos de neodímio na reconstrução da variabilidade da AMOC e seu papel no ciclo global do carbono durante as duas últimas terminações glaciais

Processo: 22/01056-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2022
Vigência (Término): 30 de junho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Geológica
Pesquisador responsável:Cristiano Mazur Chiessi
Beneficiário:Bruna Borba Dias
Supervisor no Exterior: Alexander Piotrowski
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Cambridge, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:20/11452-3 - Mudanças no armazenamento de carbono em profundidades médias do Atlântico Sul durante a penúltima terminação glacial e o Antropoceno, BP.PD
Assunto(s):Atlântico Sul   Ciclo do carbono   Quaternário

Resumo

A história do clima no Quaternário da Terra é marcada por mudanças em escala global entre as condições glaciais e interglaciais. No entanto, as terminações glaciais não são semelhantes entre si e a circulação oceânica é considerada uma das forças motrizes mais importantes das terminações por sua influência nos níveis de dióxido de carbono atmosférico. Considera-se que as mudanças na Célula de Revolvimento Meridional do Atlântico (CRMA) controlam a transição climática para condições interglaciais devido sua capacidade de transferir o carbono armazenado no oceano profundo para a atmosfera. No entanto, a variabilidade CRMA é pouco conhecida além da última terminação glacial. No escopo deste estágio de pesquisa, vamos reconstruir a circulação oceânica em profundidades intermediária e média com base na análise de isótopos de neodímio em óxidos autigênicos de foraminíferos de dois testemunhos do oeste do Atlântico Sul que registraram as dinâmicas da CRMA durante as duas últimas terminações glaciais. Os resultados de isótopos de neodímio a serem obtidos, juntamente com isótopos estáveis de carbono e dados de tamanho de grão previamente reunidos neste projeto de Pós-Doutorado, nos permitirão traçar (i) a propagação da Água Profunda do Atlântico Norte no Atlântico Sul, (ii) as mudanças na geometria da CRMA, e (iii) seu papel no ciclo global do carbono durante as duas últimas terminações glaciais.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)