Busca avançada
Ano de início
Entree

A análise comparativa de orações subordinadas adverbiais como evidência para a hipótese leste-oeste da família Tupi

Processo: 21/10031-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2022
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Luciana Raccanello Storto
Beneficiário:Lara Focesi Wolski
Instituição Sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Morfologia   Sintaxe   Subordinação
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Línguas Tupí | Morfologia | Orações adverbiais | Sintaxe | subordinação | Descrição e análise das línguas não indo-européias

Resumo

O propósito do presente projeto é examinar a hipótese de que há dois ramos (leste e oeste) na família Tupi, usando dados de orações adverbiais de línguas dos supostos ramos oeste e leste. Rodrigues (2007) oferece evidências de reconstrução fonológica e lexical para essa hipótese. Entretanto, não há evidência sintática discutida na literatura sobre reconstrução. A análise dos dados das orações adverbiais serão realizadas no futuro trabalho, incluindo as seguintes línguas e famílias: Mekens, Tupari, Wayoro (TP=Tupari), Gavião e Suruí (MO=Mondé), Karo (RA=Ramarama) e Karitiana (AK=Arikém), Satere-Mawé (MW= Mawé), Munduruku (MU=Munduruku), Juruna e Xipaya, (JU= Juruna) e Awetí (AW=Awetí). A partir da subordinação, dos auxiliares, dos evidenciais e dos morfemas de foco das línguas, poderemos observar se há características em comum entre elas. Como resultado de um estudo preliminar feito anteriormente, observamos que deve haver uma mudança no ramo ocidental da família Tupi. Esta pesquisa também será importante para verificar como os fenômenos linguísticos - principalmente os sintáticos - presentes nas orações adverbiais contribuem para verificar a proximidade ou o distanciamento genético das línguas entre si e averiguar se há influências de contato.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)