Busca avançada
Ano de início
Entree

Cultura, ação socioambiental e regeneração de rios: a experiência do Hudson em Nova Iorque e o Funan em Chengdu

Processo: 21/12328-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 29 de março de 2022
Vigência (Término): 28 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Pedro Roberto Jacobi
Beneficiário:Victor Uehara Kanashiro
Supervisor no Exterior: Barbara Browning
Instituição-sede: Instituto de Estudos Avançados (IEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: New York University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:19/02074-8 - "A revitalização de rios em cidades globais: desafios de São Paulo e experiências internacionais", BP.PD
Assunto(s):Governança ambiental   Sustentabilidade

Resumo

A dimensão cultural da sustentabilidade é um dos principais desafios para o enfrentamento dos problemas ambientais e das mudanças climáticas em escala global e local. Processos de regeneração de rios têm sido fundamentais para recuperar os serviços ecossistêmicos das águas em macrometrópolis globais. Esse projeto testa a hipótese da centralidade da cultura na regeneração de rios e iniciativas de sustentabilidade urbana em pelo menos dois sentidos. O primeiro está relacionado a como diferentes culturas de governança ambiental impactam a paisagem urbana, políticas públicas e qualidade da água, condicionando as relações que as pessoas estabelecem com os rios em cidades globais. O segundo investiga como performances artísticas e a dimensão cultural dos serviços ecossistêmicos podem influenciar a governança ambiental e os processos de regeneração de rios. Especificamente, essa pesquisa vai desenvolver ferramentas inovadoras de pesquisa transdisciplinar para o estudo dos serviços culturais ecossistêmicos e vai realizar estudos de casos internacionais no rio Hudson, em Nova York, e no rio Funan, em Chengdu, China.A proposta é identificar e analisar ações e políticas públicas relevantes em termos de governança dos rios, movimentos culturais e ação socioartística nessas cidades globais. Em termos teóricos, a pesquisa combina os estudos culturais e da performance com as ciências sociais e ambientais, promovendo diálogos e reflexões interdisciplinares sobre cultura e sustentabilidade. Metodologicamente, esse estudo transdisciplinar inclui revisão bibliográfica, coleta de dados, análise de documentos e observação etnográfica, a partir de uma abordagem da pesquisa-ação baseada em artes. A pesquisa é parte do projeto de pós-doutorado "A revitalização de rios em cidades globais: desafios de São Paulo e experiências internacionais" (FAPESP: 2019/02074-8) em desenvolvimento, sob a supervisão do Professor Sênior Pedro Jacobi, no Centro de Síntese USP Cidades Globais do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. O estágio de pesquisa no exterior será realizado como visiting scholar no Departamento de Estudos da Performance da New York University Tisch School of the Arts, sob supervisão da Professora Barbara Browning.O projeto principal de pesquisa tem demonstrado que a literatura internacional sobre a regeneração de rios indica um conjunto de experiências bem sucedidas de despoluição, recuperação e revitalização de rios e córregos em metrópoles do mundo. Entretanto, em São Paulo, apesar dos avanços da últimas décadas, ainda são grandes os problemas e desafios. O projeto propõe uma investigação transdisciplinar sobre políticas ambientais e práticas culturais na governança de rios urbanos em São Paulo e outras macrometrópoles globais, sendo divido em três partes. Na primeira, realiza-se pesquisa e análise dos principais avanços e desafios do "Projeto de Despoluição do rio Tietê", além de iniciativas da sociedade civil e governos municipais. A segunda identifica e mapeia políticas e ações socioambientais em cidades globais do mundo, tendo eleito duas experiências para investigação como estudo de casos internacionais: o rio Hudson, em Nova York, e o Funan, em Chengdu (China). Na terceira, será realizado o Fórum/Festival "Como regenerar o rio Tietê", reunindo pesquisadores, artistas, gestores públicos e privados e lideranças da sociedade, buscando fortalecer o diálogo e os laços dessa rede, bem como gerando publicações com propostas para a regeneração ambiental, econômica e sociocultural dos rios de São Paulo. A pesquisa integra o Projeto Temático FAPESP "Governança Ambiental na Macrometrópole Paulista face às variabilidades climáticas" (FAPESP, 2015/03804-9), cujo objetivo é compreender os impactos da degradação e vulnerabilidade socioambiental e propor uma agenda inovadora de atuação e integração de diferentes interfaces da governança ambiental num contexto de emergência climática. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)