Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos moleculares de interação do flavonoide quercetina em sistemas modelos de membrana celular extraídas de células cancerosas A549 e HEp-2

Processo: 22/00935-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2022
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Pedro Henrique Benites Aoki
Beneficiário:Giovanna Cisotto Bergamasco Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/22214-6 - Rumo à convergência de tecnologias: de sensores e biossensores à visualização de informação e aprendizado de máquina para análise de dados em diagnóstico clínico, AP.TEM
Assunto(s):Materiais não metálicos   Membrana celular   Nanofilmes   Monocamadas de Langmuir   Quercetina   Espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier

Resumo

Neste projeto de iniciação científica (IC), o composto fenólico quercetina será avaliado quanto a sua propriedade em interagir com membranas lipídicas derivadas do carcinoma pulmonar humano (A549) e orofaríngeo (HEp-2). A quercetina é um composto natural antioxidante que contém atividade antiviral. Contudo, os mecanismos que regem tal efeito ainda são desconhecidos. Acredita-se que a interação com membranas plasmáticas esteja na origem destes efeitos, o que demanda experimentos que permitam caracterizar estas interações em nível molecular. Neste projeto, serão produzidas monocamadas de Langmuir dos extratos de membranas celulares (A549 e HEp-2), células permissivas à infecção viral, de forma a mimetizar metade da bicamada fosfolipídica. A caracterização dos filmes ocorrerá por meio de isotermas que associam a pressão superficial à área molecular ocupada (À-A). Numa etapa posterior, os sítios de ligações da quercetina serão detectados através da espectroscopia no infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), utilizando o protocolo de filmes Langmuir-Schaefer (LS) para fabricação de multicamadas. Desse modo, o objetivo deste estudo será avaliar as interações moleculares entre as membranas celulares e a quercetina, as quais podem remeter aos mecanismos que levam o flavonoide a exercer suas propriedades terapêuticas.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)