Busca avançada
Ano de início
Entree

Utilização de células pluripotentes induzidas como alternativa para a produção de gametas viáveis

Processo: 20/15122-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2022
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2025
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Fabiana Fernandes Bressan
Beneficiário:Kaiana Recchia
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/26818-5 - Investigação de mecanismos celulares e moleculares da aquisição da toti- e pluripotência induzida in vitro - modelo translacional, AP.JP
Assunto(s):Gametas
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:bovino de leite | Gametas | iPSCs | PGCs | Reprodução Animal

Resumo

A demanda por produtos de origem animal é crescente no mundo e as tecnologias in vitro são grandes aliadas para acelerar o processo de melhoramento genético, possibilitando o desenvolvimento de animais com melhor produtividade. Dentre as biotecnologias que podem ser aplicadas, as células iPSCs (induced pluripotent stem cells) podem contribuir de diversas formas para a aquisição de animais geneticamente superiores ou para o desenvolvimento de produtos animais in vitro. Dessa forma, o presente estudo propõe coleta não invasiva e o cultivo in vitro de células derivadas da urina (urine-derived cells, UDCs) ou do leite (milk-derived cells, MDCs) de vacas da raça Holandesa (Bos taurus). As UDCs e MDCs serão caracterizadas e reprogramadas a um estado de pluripotência (bovine induced pluripotent stem cells, biPSCs) por meio de metodologia não integrativa (epissomal), visando adquirir células sem DNA exógeno, de forma que tais células serão adequadas para futuros experimentos em terapias inovadoras ou geração de indivíduos. Para tal, as biPSCs serão inicialmente diferenciadas no meio de cultura N2B27 suplementado com de ativina A , bFGF e KSR, em células similares ao epiblasto (epiblast-like cells, EpiLCs), e estas posteriormente serão diferenciadas em PGCs (primordial germ cells) quando cultivadas em meio GMEM suplementado com KSR, NEAA, piruvato de sódio, 2-²mercaptoetanol, L-glutamina, penicilina/estreptomicina, BMP4, SCF, BMP8b e EGF. As PGCs serão especializadas em gametas viáveis quando em cultivadas em sistema rOvary, derivado de células de ovário fetal murino. Os resultados obtidos nessa proposta podem de maneira inédita contribuir para o estudo translacional do desenvolvimento das linhagens germinativas e também da agropecuária de precisão, possibilitando a diminuição do intervalo entre gerações tornando mais rápida a aquisição de um rebanho geneticamente superior.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)