Busca avançada
Ano de início
Entree

Fotossensibilização de sistemas modelos de carcinoma colorretal mediada pelo xantênico Rosa de Bengala

Processo: 21/14020-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2022
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Pedro Henrique Benites Aoki
Beneficiário:André Satoshi Ferreira
Instituição Sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/22214-6 - Rumo à convergência de tecnologias: de sensores e biossensores à visualização de informação e aprendizado de máquina para análise de dados em diagnóstico clínico, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):23/01999-3 - Modificações fotoinduzidas desencadeadas pelo rosa de bengala em sistemas bioinpirados e in vitro, BE.EP.MS
Assunto(s):Monocamadas de Langmuir   Terapia fotodinâmica   Nanofilmes
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:carcinoma colorretal | Cultivo Celular in vitro | Filmes de Langmuir | Rosa de bengala | Terapia fotodinâmica (TFD) | xantênicos | Filmes nanoestruturados

Resumo

O câncer colorretal é atualmente o terceiro com maior incidência e o segundo no ranking de mortes no mundo. As modalidades de tratamento tradicionais como quimio e radioterapia causam severos efeitos colaterais, demandando novas estratégias terapêuticas. Neste contexto, a terapia fotodinâmica (TFD) vem destacando-se por sua efetividade na redução da viabilidade de células tumorais. Neste projeto de mestrado, avaliaremos a eficiência fotodinâmica do fotossensibilizador (FS) Rosa de Bengala (RB) no cultivo in vitro de células derivadas de carcinoma colorretal (Caco-2). Sistemas modelos de membrana celular baseados em filmes de Langmuir e Langmuir-Schaefer (LS) serão utilizados para desvendar os mecanismos de interação e os efeitos da oxidação lipídica fotoinduzida responsáveis pela toxicidade celular. Os filmes de Langmuir serão fabricados a partir do extrato lipídico de células Caco-2 e caracterizados por medidas de pressão de superfície vs. área (isotermas À-A) em subfase contendo diferentes concentrações de RB. A caracterização dos filmes LS por espectroscopia na região do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) fornecerá informações sobre os mecanismos de ligação do RB. As reações fotoquímicas serão desencadeadas pela iluminação das monocamadas de Langmuir a 30 mN/m, avaliadas por meio da evolução da área superficial. Ao final do projeto esperamos não só obter conhecimento sobre a eficiência fotodinâmica do RB no cultivo in vitro de células Caco-2, mas também desvendar os mecanismos subjacentes às reações fotoquímicas desencadeadas. Este projeto de mestrado está vinculado ao Projeto Temático n° 2018/22214-6.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)