Busca avançada
Ano de início
Entree

Inter-relação de microRNA e vias de sinalização na oncogênese da tireoide: em busca de novos alvos terapêuticos

Processo: 21/12284-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2022
Vigência (Término): 30 de abril de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Edna Teruko Kimura
Beneficiário:Hugo Werner Huth
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Endocrinologia   Quimiorresistência   Transdução de sinais   Transição epitelial-mesenquimal   MicroRNAs   Transformação celular neoplásica   Neoplasias da glândula tireoide   Carcinoma anaplásico da tireoide

Resumo

A plasticidade das células tumorais permanece como um dos grandes desafios no tratamento do Câncer. Um dos mecanismos responsáveis por essa plasticidade é a ativação do programa de transição epitélio-mesenquimal (EMT), que permite com que as células tumorais transitem entre diferentes fenótipos, favorecendo a quimiorresistência, metástases e a recidiva do tumor. Com o advento da terapia gênica, os micro-RNAs vêm atraindo bastante atenção no contexto do Câncer, em especial o miR-200 que é conhecido pela sua atividade antitumoral em vários tipos de tumores ao inibir EMT. No Câncer Anaplásico da Tireóide (ATC), mais especificamente na linhagem KTC2, a expressão de miR-200 está diminuída, o que poderia explicar o carácter agressivo desse tipo de Câncer. Entretanto, os mecanismos controlados por miR-200 no ATC ainda não foram bem estabelecidos. Com isso, por meio do aumento da expressão de miR-200 utilizando a técnica de Retroviral Expression System, pretendemos analisar o papel do miR-200 na plasticidade celular, correlacionando com a expressão de proteínas reguladoras do processo EMT (EMT-TFs) e da expressão de marcadores de células tronco tumorais (CSC). Além disso, pretendemos identificar possíveis vias de sinalização controladas por miR-200, tendo como base o eixo TBK-1/NF-kB, que foi identificado como um provável alvo de miR-200 por TargetScan. Por fim, pretendemos administrar injeções intratumorais de lipossomas contendo miR-200 em camundongos com tumores xenográficos e, associando à inibição farmacológica de TBK-1, verificar a viabilidade de utilizar esta combinação em modelos in vivo. O objetivo principal deste projeto é melhor entender a correlação entre miR-200, EMT e vias de sinalização associadas, visando controlar a plasticidade celular, heterogeneidade intratumoral e recidiva do tumor, fornecendo assim, novas estratégias terapêuticas para o tratamento do Câncer de Tireoide agressivo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)