Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil de voláteis de soja pré-tratada industrialmente desengordurada com etanol

Processo: 22/05124-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2022
Vigência (Término): 31 de outubro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Pesquisador responsável:Christianne Elisabete da Costa Rodrigues
Beneficiário:Maria Carolina Capellini
Supervisor no Exterior: Alirio Egidio Rodrigues
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidade do Porto (UP), Portugal  
Vinculado à bolsa:18/12713-5 - Efeitos do pré-tratamento do grão de soja sobre o desempenho do processo de extração alcoólica: rendimento, funcionalidades da fração proteica e caracterização da fração volátil, BP.PD
Assunto(s):Etanol   Soja

Resumo

A importância da soja dentro do mercado de oleaginosas se deve, principalmente, ao alto valor nutricional e comercial de sua fração proteica, mas também ao seu elevado conteúdo de ácidos graxos poliinsaturados e componentes bioativos benéficos. Neste contexto, a extração do óleo de soja é uma das principais etapas envolvidas no processo de valorização desta matéria-prima. O solvente industrialmente empregado para extração de óleos vegetais é uma mistura de isômeros do hexano, derivados do petróleo, conhecido como hexana. Devido aos potenciais riscos à saúde e ao meio ambiente associados à utilização da hexana, diversos solventes alternativos têm sido estudados. Dentre eles destacam-se os álcoois de cadeia curta, especialmente o etanol, em função de sua menor toxicidade e segurança operacional superior. Independentemente do solvente utilizado para extração, esta operação ocorrerá de maneira mais eficiente se a soja for previamente tratada por processos de laminação ou expansão, por exemplo, os quais levam a modificações de propriedades estruturais e superficiais do material. Além do óleo, grandes montantes de material sólido desengordurado provenientes do processo de extração são gerados, sendo boa parte destes constituída por proteínas. No entanto, o flavor dos produtos proteicos de soja há muito tempo limita o uso destes materiais na alimentação humana e diminui seu valor na indústria alimentícia, uma vez que este é frequentemente descrito como odor característico de grão e sabor amargo. Estudos reportam que "lavagens" de ingredientes proteicos de soja utilizando-se etanol mostraram-se eficazes na remoção de compostos responsáveis por flavors indesejáveis nestes produtos, sendo estes preparados a partir de sólidos desengordurados com hexana. Portanto, o presente projeto de Bolsa Estágio de Pesquisa no Exterior (BEPE) pretende avaliar os impactos dos pré-tratamentos industriais da matéria-prima e das diferentes condições operacionais do processo de extração alcoólica de óleo de soja sobre o perfil de voláteis contidos nos sólidos desengordurados e em concentrados proteicos obtidos a partir destes sólidos. Ainda, o perfil de voláteis será comparado ao determinado para os materiais obtidos da extração de óleo de soja com hexano, a fim de avaliar se, de fato, a extração com etanol favorecerá a retirada de off-flavors, melhorando o odor característico e indesejável de produtos a base de soja.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)