Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação da autofagia hipotalâmica in vivo em resposta ao estímulo agudo com lipídios interesterificados

Processo: 22/02128-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2022
Vigência (Término): 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Marciane Milanski Ferreira
Beneficiário:Beatriz Piatezzi Siqueira
Supervisor no Exterior: Rajat Singh
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Local de pesquisa: Albert Einstein College of Medicine, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:21/01322-8 - Avaliação dos efeitos da gordura interesterificada em mecanismos moleculares envolvidos no controle central da homeostasia energética, BP.MS
Assunto(s):Ácidos graxos   Obesidade   Autofagia   Hipotálamo   Gordura interesterificada   Homeostase energética   Dieta hiperlipídica

Resumo

O consumo de ácidos graxos parece ser um fator importante para o desenvolvimento e progressão da obesidade. Recentemente, estudos mostraram que um processo crucial para a manutenção da funcionalidade dos neurônios hipotalâmicos e o subsequente controle do balanço energético corporal conhecido como autofagia parece estar envolvido na patogênese da obesidade. A autofagia é um processo catabólico, que visa manter a integridade celular através da degradação e reciclagem de componentes citosólicos e organelas danificadas, contribuindo para a homeostase hipotalâmica. Recentemente, foi demonstrado que há desregulação no processo autofágico hipotalâmico em modelos de obesidade crônica induzida por dieta hiperlipídica. A gordura interesterificada é obtida pelo processo de interesterificação, que é realizado por métodos químicos ou enzimáticos, rearranjando os ácidos graxos da molécula de glicerol, sem alterar seu grau de saturação. Aproximadamente 95% da gordura da dieta é composta por triacilgliceróis. Devido à alta ingestão de ácidos graxos modificados, principalmente gorduras saturadas, trans e interesterificadas, o metabolismo apresenta importantes alterações, prejudicando o controle hipotalâmico da homeostase energética. No entanto, não se sabe se o consumo de gordura interesterificada está relacionado à modulação da autofagia. Portanto, o objetivo deste projeto é avaliar in vivo a modulação da autofagia hipotalâmica após estímulo agudo com lipídios interesterificados. Para isso, camundongos machos C57B6 selvagens serão alimentados com uma dieta composta de óleo de palma (PO; POHF) e óleo de palma interesterificado (IPO; IPOHF). Nosso objetivo é entender o efeito da gordura interesterificada em processos celulares que controlam a homeostase energética como a autofagia e outros processos associados. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)