Busca avançada
Ano de início
Entree

Remoção de geosmina e 2-metilisoborneol de água por carvões ativados de resíduos de biomassas e compósitos de carvão funcionalizados

Processo: 22/06823-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2022
Vigência (Término): 30 de abril de 2023
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Acordo de Cooperação: SABESP
Pesquisador responsável:Geórgia Christina Labuto Araújo
Beneficiário:Ricardo Santos Silva
Instituição Sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Empresa Sede:Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF)
Vinculado ao auxílio:20/12263-0 - Uso combinado de processos físico-fotoeletroquímicos para remoção de substâncias que conferem gosto e odor em água potável, AP.PITE
Assunto(s):Materiais nanoestruturados   Qualidade da água   Tratamento de água   Sabor da água   Materiais adsorventes   Remoção de contaminantes
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Adsorventes | Gosto | Nanomateriais | odor | qualidade da água | Tratamento de água | Remoção de contaminantes do meio aquoso

Resumo

Os sabores e odores da água potável tornaram-se uma fonte de preocupação global e advém da proliferação de microorganismos associado à elevada disponibilização de matéria orgânica nos corpos hídricos. A presença de gosto e odor na água potável pode resultar na diminuição da confiança do consumidor, diminuição do consumo de água e incentivar os consumidores a buscar fontes alternativas de água potável, como água engarrafada e sistemas de tratamento domiciliar. As principais substâncias que causam odor e gosto na água são a geosmina (GSM) e o 2-metilisoborneol (2-MIB) que, mesmo presentes em concentrações muito baixas, podem ser percebidas pelos consumidores. Diferentes processos físicos e químicos, incluindo cloração, ozonização, uso de luz ultravioleta e osmose reversa, têm sido avaliados para a remoção de GSM e 2-MIB sem sucesso absoluto, seja pela complexidade, ineficiência ou custo. Carvões ativados são adsorventes de baixo custo que são empregados regularmente como filtros para remoção de substâncias que causam cor, gosto, odor e contaminantes orgânicos e inorgânicos de águas para consumo humano. Tais carvões podem ser preparados a partir de fontes renováveis e resíduos de matéria prima, e serem funcionalizados para incrementar sua capacidade adsorvente com substâncias químicas e, mais recentemente, com nanopartículas. O presente projeto visa a produção de carvões ativados a partir de biomassas residuais de processos agroindustriais e sua funcionalização com nanopartículas de ferro e/ou prata que serão avaliados como adsorventes para remoção de 2-MIB e GSM do meio aquoso empregando sistemas em batelada e de fluxo contínuo em coluna de leito fixo. As atividades propostas cumprirão plano de trabalho para bolsista de mestrado no âmbito do projeto PITE - SABESP/FAPESP/Unifesp N° 2020/12263-0, intitulado "Uso combinado de processos físico-fotoeletroquímicos para remoção de substâncias que conferem gosto e odor em água potável" do qual a orientadora é pesquisadora principal. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GUIMARAES, TACIANA G. S.; BARROS, LUCELIA A.; SILVA, RICARDO SANTOS; GONZALEZ, MARIO H.; CARRILHO, ELMA N. V. M.; LABUTO, GEORGIA. Synthesis and characterization of biochars modified with natural deep eutectic solvent (NADES) for dipyrone removal from aqueous medium. SUSTAINABLE CHEMISTRY AND PHARMACY, v. 35, p. 18-pg., . (22/06823-8, 21/06471-1, 21/14759-5, 21/14791-6, 20/12263-0, 21/10599-3, 20/14419-7, 22/08358-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.