Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese de nanopartículas suportadas em óxidos via rota mecanoquímica

Processo: 22/07640-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2022
Vigência (Término): 30 de junho de 2024
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Paulo Filho Marques de Oliveira
Beneficiário:Mattheus Henrique Morais Mendes
Instituição Sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:20/14955-6 - Desenvolvendo uma nova geração de materiais avançados multicomponentes via síntese mecanoquímica, AP.JP
Assunto(s):Química de materiais   Química verde   Estado sólido   Moagem   Nanopartículas   Óxidos metálicos   Colheita de energia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Estado Sólido | mecanoquímica | Moagem | Nanopartículas | óxidos metálicos | Química de Materiais

Resumo

No contexto da preparação de melhores materiais para uma química mais verde, nanopartículas suportadas tem um papel central como materiais ativos para transformações fundamentais que incluem a conversão de CO2 e captura de energia através de reações químicas. Para manter o processo global o mais verde e sustentável possível, o uso de técnicas de síntese não tradicionais também tem se tornado mandatório. Por exemplo, meios mecanoquímicos de síntese também têm se tornado relevantes para a preparação de uma grande diversidade de químicos e materiais em condições sem solventes, em estado sólido, através do uso de energia mecânica. Neste projeto, iremos explorar a síntese mecanoquímica de nanopartículas de metais nobres suportadas em óxidos metálicos através da moagem mecânica via 'bottom-up'. Nanopartículas plasmônicas de Au e Ag, e de metais catalíticos como o Pd, serão sintetizadas através da redução química de seus precursores diretamente nas superfícies de óxidos metálicos de importância industrial (ZnO e Al2O3) e outros oticamente ativos (MoO3 e WO3). A síntese mecanoquímica deverá gerar materiais altamente ativos e defeituosos com potencial para catálise e eletrocatálise convencional e plasmônica. As nanoestruturas serão amplamente caracterizadas para entender a relação entre as condições mecanoquímicas de síntese, a estrutura formada e a atividade, objetivando o fino design das nanopartículas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)