Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise dos efeitos do Kaempferol na supressão da quimiorresistência induzida pela transição epitélio-mesenquimal em Carcinoma de Células Escamosas Oral

Processo: 22/00994-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2022
Vigência (Término): 31 de julho de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Ricardo Della Coletta
Beneficiário:Everton Freitas de Morais
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Patologia bucal   Neoplasias bucais   Carcinoma de células escamosas de cabeça e pescoço   Biomarcadores   Quempferóis   Prognóstico   Quimiorresistência   Cisplatino   Transição epitelial-mesenquimal

Resumo

Durante a Carcinogênese Oral, as células neoplásicas adquirem um fenótipo agressivo, resultando em um aumento da motilidade, da capacidade de invadir tecidos circunvizinhos e de metastizar. A aquisição deste fenótipo agressivo, o qual é associado ao processo de Transição Epitélio-Mesenquimal (TEM), é dependente de modificações genéticas e epigenéticas e das interações das células tumorais com componentes celulares e não-celulares do microambiente tumoral. Estudos sugerem que a TEM é diretamente relacionada a aquisição de quimiorresistência das células neoplásicas e, consequentemente, associada a um pior prognóstico em Carcinoma de Células Escamosas Oral (CCEO). Um dos mais estudados mecanismos de indução da TEM é o dependente da atividade de TGF-², produzida pelas próprias células tumorais (via autócrina) ou por componentes do estroma (via parácrina), incluindo os Fibroblastos Associados ao Câncer (FACs). O Kaempferol, um flavonoide natural existente em diversas fontes vegetais dietéticas, possui propriedades biológicas e farmacológicas multifacetadas, incluindo propriedades antitumorais e foi apontado que o Kaempferol pode inibir a TEM dependente de TGF-²1, podendo assim estar associado a reversão da quimiorresistência associada a cisplatina. O objetivo do presente estudo será avaliar os efeitos e mecanismos regulatórios desencadeados pelo tratamento com Kaempferol na inibição da TEM em linhagens celulares de CCEO, com e sem indução de quimiorresistência a cisplatina, na presença de FACs em modelo de cultura 3D de esferoides. Inicialmente, as linhagens de CCEO (SCC-9 e HSC-3), isoladamente ou em esferoides complexos com FACs, serão tratadas com diferentes concentrações de Kaempferol e será avaliado os possíveis efeitos repressores da TEM (em relação aos seus marcadores e fenótipos) e na quimiorresistência induzida por cisplatina. As vias celulares e os possíveis alvos ativados pelo tratamento com Kaempferol, dependente e não-dependentes de TGF-², envolvidos neste processo serão explorados. Espera-se com este estudo caracterizar os efeitos e os mecanismos biológicos do Kaempferol na reversão da agressividade e da quimiorresistência à cisplatina, as quais são dependentes do processo de TEM, e identificar alvos que tenham valor prognóstico para o CCEO, refletindo em avanços para o tratamento da doença. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)