Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção e caracterização de anticorpos monoclonais contra antígenos da proteína Spike do Sars-CoV-2

Processo: 22/08107-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2022
Vigência (Término): 31 de agosto de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Gustavo Cabral de Miranda
Beneficiário:Julia Beatriz Menuci Lima
Instituição Sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/14526-0 - Desenvolvimento de vacinas contra Streptococcus pyogenes e Chikungunya utilizando VLPs, AP.JP
Assunto(s):Anticorpos monoclonais   Imunoterapia   SARS-CoV-2
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:anticorpos monoclonais | imunoterapia | SARS-CoV-2 | Produção de anticorpos monoclonais

Resumo

No final de dezembro de 2019, a OMS (Organização Mundial da Saúde) foi alertada sobre diversos casos de pneumonia na cidade de Wuhan, China, provocada por um novo Coronavírus que nunca tinha sido identificado em humanos. Aproximadamente um mês depois, em 30 de janeiro de 2020, a OMS declarou o surto de infecção pelo novo Coronavírus, como emergência de saúde pública e em 11 de março de 2020, a Covid-19 (doença causada pelo novo Coronavírus) foi classificada como uma pandemia. Atualmente, o número de casos de Covid-19 confirmados no mundo está em volta de 520 milhões e o número de óbitos ultrapassou os 6 milhões, sendo que esses números continuam aumentando. Desta forma, diversos grupos de pesquisa em todo o mundo têm trabalhado incessantemente para o desenvolvimento de múltiplas estratégias profiláticas e terapêuticas contra o Sars-CoV-2. Diante desse cenário, houve o desenvolvimento de algumas vacinas ante a Covid-19 e continuamos com a extrema urgência do desenvolvimento de terapias para tratar os novos casos, com o objetivo de diminuir o número de mortes e de casos de sintomas persistentes. A imunoterapia passiva vem se mostrado bastante promissora para o tratamento de infecções virais, inclusive para Covid-19. Apesar dos resultados positivos de diversos grupos, ainda há um longo caminho para a comercialização de anticorpos monoclonais para o tratamento dessa doença, portanto, o desenvolvimento de novas estratégias preventivas e terapêuticas continua sendo de extrema relevância. Assim, o objetivo desse trabalho é produzir e caracterizar anticorpos monoclonais contra antígenos utilizados na produção das vacinas baseadas em VLPs contra o Sars-CoV-2 e avaliar a aplicação desses anticorpos no diagnostico laboratorial e na imunização passiva, analisando sua capacidade de neutralização viral, que, uma vez promissora, levará ao aperfeiçoamento da molécula para uso clínico, como o desenvolvimento de anticorpos humanizados.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)