Busca avançada
Ano de início
Entree

Alterações teciduais-moleculares associadas a infecções virais em culturas de fatias de cérebro humano adulto

Processo: 21/12263-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2022
Vigência (Término): 01 de março de 2025
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Adriano Silva Sebollela
Beneficiário:Glaucia Maria de Almeida
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):23/01202-8 - Localização subcelular do vírus Oropouche em culturas de fatias de cérebro humano usando microscopia de super-resolução, BE.EP.DR
Assunto(s):Arbovirus   COVID-19
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Arbovírus | Covid-19 | histoculturas neurais | Neurotropismo | Bioquímica e Virologia

Resumo

Vírus neurotrópicos podem causar doenças do sistema nervoso central (SNC). Cerca de 30% dos casos de encefalite confirmados são atribuídos a infecções virais. Apesar disso, os mecanismos moleculares e as alterações celulares decorrentes de infecções virais no cérebro humano ainda não são bem caracterizados. Modelos murinos tem sido amplamente empregados na elucidação de mecanismos associados a infecções virais, entreanto, diferenças bioquímicas e funcionais significativas entre o cérebros de roedores e humano limitam sua aplicação como modelo translacional. Recentemente, os organoides de cérebro humano tem se destacado como importante ferramenta de estudo das neuropatologias virais. Porém, os organoides cerebrais ainda apresentam limitações importantes, como falta de uma arquitetura cortical madura e a complexa rede de interações entre neurônios e células da glia. Nesse contexto, culturas de tecidos de cérebro humano adulto se tornam uma poderosa ferramenta, visto que a citoarquitetura e conexões celulares se encontram preservadas. No presente projeto, propomos avaliar o potencial neurotrópico dos vírus Oropouche (OROV), Zika (ZIKV) e SARS-CoV-2, assim como compreender os impactos teciduais-moleculares que a infecção direta por esses vírus pode ter no SNC humano adulto, em um modelo de fatias de cérebro humano adulto. Avaliaremos a susceptibilidade e permissividade de fatias de cérebro humano a infecções por esses vírus, e identificaremos e quantificaremos as alterações neuropatológicas e moleculares decorrentes dessas infecções, como morfologia tecidual, liberação de citocinas e neurotransmissores, marcadores de ativação celular (microgliose e astrogliose), marcadores de danos neuronais e sinápticos, morte celular, metabolismo mitocondrial e proteômica. Esperamos com esse projeto contribuir significativamente para nossa compreensão sobre as consequências para o cérebro humano adulto das infecções por OROV, ZIKV e SARS-CoV-2. E acreditamos que, no futuro, novos tratamentos para essas consequências decorrentes do conhecimento gerado nesse Projeto possam ser desenvolvidos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)