Busca avançada
Ano de início
Entree

Origem em escala atômica da relaxação estrutural de vidros metassilicato de chumbo e dissilicato de lítio

Processo: 22/07679-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2022
Vigência (Término): 30 de setembro de 2023
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Edgar Dutra Zanotto
Beneficiário:Ricardo Felipe Lancelotti
Supervisor no Exterior: Sabyasachi Sen
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of California, Davis (UC Davis), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:21/03374-5 - Relaxação estrutural de vidros e sua influência em outros processos dinâmicos, BP.DR
Assunto(s):Densidade   Espectroscopia de ressonância magnética nuclear   Espectroscopia Raman   Relaxação estrutural   Vidro   Materiais vitrocerâmicos

Resumo

Os vidros são materiais termodinamicamente instáveis. Por isso, eles relaxam espontaneamente em direção ao estado líquido super-resfriado. O processo de relaxação estrutural é um fenômeno irreversível, dependente do tempo, que pode ser acompanhado experimentalmente medindo alguma propriedade ao longo do tempo em temperaturas próximas da transição vítrea. Embora a cinética do processo de relaxação estrutural de vidros seja razoavelmente conhecida, sua compreensão em escala atômica permanece indefinida. Algumas simulações computacionais e experimentos foram realizados para estudar esse fenômeno, mas até o momento os resultados em escala atômica não são conclusivos. Portanto, este projeto tem como objetivo realizar um estudo aprofundado das mudanças estruturais que ocorrem nos vidros durante a relaxação. Planejamos usar os vidros metassilicato de chumbo e dissilicato de lítio como composições modelo (são composições usadas no projeto de doutorado do candidato), que já possuem uma grande quantidade de dados experimentais da cinética de relaxação estrutural. Para isso, realizaremos medidas de espectroscopias Raman e de Ressonância Magnética Nuclear em várias amostras com diferentes temperaturas fictícias. Serão acompanhadas possíveis diferenças estruturais nas amostras ao longo do tempo, analisando a simetria dos sítios de Pb (ou Li) e Si a partir de anisotropias do deslocamento químico, mudanças nos comprimentos e ângulos de ligação associados à coordenação dos primeiros vizinhos, desproporção de espécies Qn, etc. Poucos trabalhos abordaram esses aspectos sistematicamente, o que é vital para avançar no entendimento da relaxação estrutural de vidros.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)