Busca avançada
Ano de início
Entree

Capacidade oleogelificante e emulsificante de ésteres de carboidratos obtidos por rota enzimática

Processo: 22/05719-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2022
Vigência (Término): 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Pesquisador responsável:Rosiane Lopes da Cunha
Beneficiário:Marcelo Gomes Soares
Instituição Sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/27354-3 - Arquitetura de sistemas de liberação coloidais: qual é o papel da estrutura na digestibilidade?, AP.TEM
Assunto(s):Engenharia de processos   Biotecnologia   Tecnologia limpa   Emulsões   Estabilizantes   Esterificação   Lipase   Enzimas
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:emulsões | esterificação | lipase | Óleo de girassol com alto oleico | Oleogéis | Engenharia de processos

Resumo

Moléculas naturais e biocompatíveis capazes de gelificar óleos e estabilizar emulsões têm sido intensamente pesquisadas, embora apresentem limitações quanto à disponibilidade e propriedades tecnológicas. Nesse viés, a produção biotecnológica de estabilizantes e gelificantes é uma excelente alternativa, considerando que se trata de tecnologia limpa que viabiliza a produção de ingredientes biocompatíveis. Os carboidratos têm sido as principais moléculas utilizadas na produção de ésteres oleogelificantes e emulsificantes devido à sua abundância na natureza, biocompatibilidade e custo relativamente baixo, além de serem passíveis de fácil modificação em sua estrutura para introdução de grupamentos hidrofóbicos. Desta forma, o objetivo deste projeto será sintetizar ésteres à base de trealose e sorbitol (parte hidrofílica) e óleo de girassol com alto teor de ácido oleico (porção hidrofóbica) através da ação da lipase em resina acrílica L4777 para, posteriormente, avaliar sua capacidade oleogelificante e emulsificante. Testes preliminares serão realizados para otimização da reação de obtenção dos ésteres com base no seu potencial emulsificante e oleogelificante. Em seguida, os ésteres de carboidratos serão utilizados para desenvolver oleogéis e/ou emulsões à base de óleo de girassol. Os oleogéis serão caracterizados em relação às suas propriedades reológicas, térmicas, morfológicas, bem como à sua capacidade de retenção de óleo e estabilidade oxidativa. Já as emulsões serão caracterizadas a partir da distribuição de tamanho de gotas, microscopia ótica e estabilidade cinética. A pesquisa será importante para dar visibilidade ao design de moléculas com capacidade oleogelificante e emulsificante, obtidas por tecnologia sustentável a partir de recursos renováveis e para aplicação segura em produtos com base lipídica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SOARES, MARCELO GOMES; BEVILAQUA, GABRIEL CICALESE; DE LIMA, MARIELI. Potential Applications of Environmentally Friendly Nanoparticles in Food Matrices: A Review. Food and Bioprocess Technology, v. N/A, p. 19-pg., . (22/05719-2, 21/05508-9)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.