Busca avançada
Ano de início
Entree

Os efeitos inibitórios da PDE4 na recuperação da função vascular e da bexiga em um modelo de hipóxia-isquemia pélvica em ratos

Processo: 22/10266-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 10 de janeiro de 2023
Vigência (Término): 09 de maio de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Giovana Rampazzo Teixeira
Beneficiário:Victor Rogério Garcia Batista
Supervisor: Vitor Samuel Leite Fernandes
Instituição Sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidad Complutense de Madrid (UCM), Espanha  
Vinculado à bolsa:20/15324-0 - Efeitos do treinamento físico intervalado de alta intensidade (HIIT) nos parâmetros histológicos, bioquimicos e moleculares da bexiga urinaria de ratos espontaneamente hipertensos (SHR), BP.IC
Assunto(s):Biologia celular e molecular   Hipóxia   Bexiga urinária   Doenças vasculares   Roflumilaste
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:bladder dysfunction | gasestransmissores | hypoxic | Ischemia | Roflumilast | Biologia celular e Molecular

Resumo

Para examinar o efeito da isquemia crônica associada a distúrbios vasculares na função da bexiga e os efeitos do tratamento com roflumilaste, investigaremos alterações morfológicas e funcionais na bexiga, juntamente com avaliações de óxido nítrico (NO) e sulfeto de hidrogênio (H2S), e suas papel no relaxamento da bexiga urinária em ratos com obstrução da artéria ilíaca interna. Técnicas histológicas serão realizadas para entender a morfologia do tecido sob condições hipóxicas e como o roflumilaste ajudará, para exames funcionais, cistometria e miografias serão usadas para medir a funcionalidade da bexiga urinária e da artéria ilíaca. Além disso, utilizaremos o western blotting, RT-PCR e coloração imuno-histoquímica dos gases-transmissores NO e H2S e do nucleotídeo cíclico cAMP/PKA, tanto na bexiga quanto na artéria ilíaca. Desta forma, analisaremos os efeitos do tratamento com roflumilaste na artéria ilíaca e bexiga urinária de animais com disfunção crônica da bexiga relacionada à isquemia por obstrução da artéria ilíaca. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)