Busca avançada
Ano de início
Entree

Filodinâmica de alta resolução e sua aplicação translacional no contexto biotecnológico: identificação, design e validação de peptídeos do SARS-CoV-2 (COVID-19), Mayaro (MAYV), Oropouche (OROV) e da Febre Amarela (YFV)

Processo: 22/12861-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de novembro de 2022
Vigência (Término): 30 de abril de 2026
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Ricardo Durães de Carvalho
Beneficiário:Junior Olimpio Martins
Instituição Sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/01255-9 - Morcegos: vigilância epidemiológica, filodinâmica de alta resolução, busca e design de peptídeos de interesse biotecnológico em vírus emergentes e reemergentes, AP.JP
Assunto(s):Biologia computacional   Engenharia de proteínas   Mapeamento de peptídeos   Evolução molecular   SARS-CoV-2   Vírus Mayaro   Vírus Oropouche   Vírus da febre amarela
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:bioinformática | engenharia de proteínas | Evolução molecular viral | Mapeamento de peptídeos | Bioinformática

Resumo

A COVID-19 (SARS-CoV-2), provavelmente iniciada em novembro de 2019, em Wuhan, na província de Hubei-China, espalhou-se rapidamente atingindo todos os continentes ganhando o status pandêmico alguns meses após. Disseminando-se rapidamente, o vírus já provocou diversas mortes no mundo inteiro. O Brasil, país da América do Sul mais afetado pela COVID-19, também sofre constantemente com surtos e epidemias provocados por diversos tipos de arbovírus. Segundo dados do Ministério da Saúde, as arboviroses Mayaro (MAYV), Oropouche (OROV) e Febre Amarela (YFV) vêm sendo responsáveis por um número crescente de casos de infecções em todo o território nacional. Digno de nota, além destes relatos, não existem kits diagnósticos comercialmente disponíveis para a detecção destes patógenos, podendo contribuir para um mascaramento maciço destas infecções e para a promoção de terapias não direcionadas, afetando, de certo modo, a estrutura da Saúde Pública do país. O presente projeto concentra-se na aplicação das ferramentas de Bioinformática e Evolução Molecular (filodinâmica em larga-escala) para compreender a dinâmica evolucionária do SARS-CoV-2 e do MAYV, OROV e YFV. Adicionalmente, através de abordagens relacionadas ao Estado-da-arte da evolução e sistemática molecular, o estudo almeja fornecer importantes contribuições voltadas à workflows e plataformas com foco na identificação, design (abordagens de dinâmica molecular) e, por meio de imunosensaios, validação de peptídeos alvo-específicos que poderão ser explorados como estratégias diagnósticas e terapêuticas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)