Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da atividade contra Mycobacterium tuberculosis resistente de nanopartículas de N-acetilcisteína-quitosana conjugada com o peptídeo antimicrobiano Ctx(Ile21)-Ha-Ahx-Cys carregada com rifampicina.

Processo: 22/09728-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2022
Vigência (Término): 31 de outubro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Fernando Rogério Pavan
Beneficiário:Laura Maria Duran Gleriani Primo
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Nanotecnologia   Drogas em investigação   Peptídeos catiônicos antimicrobianos   Tuberculose
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:nanotecnologia | Novos fármacos | Peptídeos antimicrobianos | Tuberculose | Nanotecnologia em desenvolvimento de fármacos

Resumo

A tuberculose, maior causa de morte por infecção do mundo, é provocada pelo bacilo Mycobacterium tuberculosis (MTB). A pesquisa por novos fármacos é muito priorizada, sobretudo considerando as diferentes cepas resistentes à rifampicina reportadas nos últimos anos e à pandemia do SARS CoV-2. Muitas estratégias com o uso da nanotecnologia são exploradas para melhorar a atividade de fármacos obsoletos, especialmente quando conjugadas com outras biomacromoléculas. A N-acetilcisteina-quitosana (NAC-Q) é um polissacarídeo modificado que possui características similares a quitosana (como degradação, baixa toxicidade e atividade antimicrobiana) mas com propriedades físico-químicas mais estáveis, melhor mucoadesão e liberação controlada. Anteriormente reportamos que existe potencial atividade antimicrobiana do NAC-Q (na forma de filmes ultrafinos) quando é conjugada ao peptídeo antimicrobiano Ctx(Ile21)-Ha, derivado da secreção da pele da rã do cerrado brasileiro. O conjugado mostrou valores de inibição significativos quando aplicados em Pseudomonas aeruginosa e Staphylococcus aureus. Considerando estes antecedentes, esse projeto tem como objetivo desenvolver nanopartículas a base de NAC-Q conjugada com o Ctx(Ile21)-Ha-Ahx-Cys e carrega-las com rifampicina, com o intuito de avaliar a ação contra MTB na cepa padrão H37Rv e CF169 (extensivamente resistente). Estes resultados poderiam facilitar o entendimento e a importância do uso de macromoléculas nanobioconjugadas para o tratamento contra MTB.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
POLINARIO, GIULIA; PRIMO, LAURA MARIA DURAN GLERIANI; ROSA, MAIARA ALANE BARALDI CERQUETANI; DETT, FREDDY HUMBERTO MARIN; BARBUGLI, PAULA ABOUD; ROQUE-BORDA, CESAR AUGUSTO; PAVAN, FERNANDO ROGERIO. Antimicrobial peptides as drugs with double response against Mycobacterium tuberculosis coinfections in lung cancer. FRONTIERS IN MICROBIOLOGY, v. 14, p. 17-pg., . (22/09728-6, 20/16573-3, 20/13497-4, 21/14603-5)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.