Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel das Vesículas Extracelulares produzidas por Candida haemulonii na patogênese e multirresistência fúngica

Processo: 22/08432-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2022
Vigência (Término): 31 de março de 2026
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Pesquisador responsável:Fausto Bruno dos Reis Almeida
Beneficiário:Bianca Teixeira Morais de Oliveira
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:21/06794-5 - Vesículas extracelulares fúngicas: imunomodulação e comunicação celular, AP.JP2
Assunto(s):Candida haemulonii   Vesículas extracelulares
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Candida haemulonii | Inibidores de VEs | Multirresistência | vesículas extracelulares | Bioquímica

Resumo

Candida haemulonii é um complexo multifacetado de espécies de Candida "não-albicans" de interesse, classificadas como multirresistentes aos antibióticos disponíveis na terapêutica. Uma das estratégias de virulência da espécie diz respeito à liberação de vesículas extracelulares (VEs) que podem favorecer a infecção por meio da comunicação bidirecional com o hospedeiro. Resultados verificados durante o mestrado, processo: 2020/02841-6, já submetidos à revista de seletiva política editorial, foram obtidos por Análise de Rastreamento de Nanopartículas e Multiômicas. Eles demonstraram a prevalência de exossomos na população dessas VEs com concentração de 1010 partículas/ml, e tamanho variando de 25 a 400 nm, em adicional, caracterizamos as dimensões e morfologia dessas VEs por Microscopia Eletrônica de Transmissão, assim como evidenciamos uma composição vesicular complexa devido à presença de microRNAs e proteínas funcionais críticas para sua persistência e patogenicidade. Além disso, análises preliminares sugerem que a exposição de macrófagos da linhagem RAW 264.7 pelas VEs fúngicas, em diferentes intervenções, decorreram na imunomodulação celular. Entretanto, há lacunas acerca do entendimento do papel das VEs na virulência e resistência da levedura, dificultando a terapia direcionada em casos graves. Nessa perspectiva, este projeto visa avaliar a participação das VEs de C. haemulonii na patogenicidade da espécie por meio de ensaios in vitro e in vivo, empregando incubação com inibidores de VEs (Imipramina e GW4869), os quais alteram o metabolismo lipídico na formação de exossomos e da possível associação com antifúngicos clássicos (fluconazol e anfotericina B), antibióticos que todo o clado demonstra resistência. Com isto, pretende-se investigar de forma direta, a relação entre as funções das VEs e a virulência fúngica fundamentada na hipótese de que as VEs de C. haemulonii desempenhem papel crítico na resistência e virulência, assim como o uso dos fármacos e até mesmo o sinergismo entre eles, possa favorecer o combate à infecção, bem como auxiliar no desenvolvimento de novas terapias ou redirecionamento inteligente de medicamentos com alvos farmacológicos já estabelecidos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
OLIVEIRA, BIANCA T. M.; DOURADO, THALES M. H.; SANTOS, PATRICK W. S.; BITENCOURT, TAMIRES A.; TIRAPELLI, CARLOS R.; COLOMBO, ARNALDO L.; ALMEIDA, FAUSTO. Extracellular Vesicles from Candida haemulonii var. vulnera Modulate Macrophage Oxidative Burst. JOURNAL OF FUNGI, v. 9, n. 5, p. 15-pg., . (21/06794-5, 20/02841-6, 22/08432-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.