Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação molecular do corpo lúteo de borregas submetidas a diferentes planos nutricionais na pré e peripuberdade

Processo: 22/02588-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2023
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Caliê Castilho
Beneficiário:Nathalia Sant Ana de Almeida
Instituição Sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Somatomedinas   Leptina   Star   Biologia molecular
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Hsd3B | Igf | Igfbp3 | Leptina | Star | biologia molecular

Resumo

O status nutricional é o principal fator que influencia a habilidade do animal para se reproduzir. O início da puberdade e a manutenção da função reprodutiva estão fisiologicamente ligados à nutrição e à condição corporal. Variações nutricionais influenciam o metabolismo, com consequente reflexo nas concentrações de hormônios e seus receptores. Desta forma, o objetivo do presente projeto será investigar a influência de 3 diferentes sistemas de produção de ovelhas na peripuberdade sobre a expressão gênica do fator de crescimento semelhante a insulina 1 (IGF1), da proteína ligadora de IGF3 (IGFBP3), da proteína reguladora aguda da esteroidogênese (STAR), 3B-hidroxiesteroide desidrogenase (3B-HSD3) e receptor de leptina (LEPR) em corpos lúteos (CLs). O experimento a campo já foi realizado e os CLs estão armazenados, portanto a seguir está o resumo do experimento feito anteriormente para a obtenção dos CLs. Foram utilizadas 24 borregas (7/8 Dorper), com idades entre 6 e 7 meses. As ovelhas foram aleatoriamente distribuídas em 1 de 3 grupos alimentares: G1 (70-80% da exigência do National Research Council [NRC]), G2 (100-110% [NRC]) e G3 (140% [NRC]). As borregas do G-1 (n=8) e G- 2 (n=8) foram mantidas em pastagem de Panicum maximum cv. Tanzânia com acesso a água e sal mineral ad libitum e apenas as do grupo G-2 receberão 1,5% do peso vivo de ração comercial 2 x ao dia. As borregas do G3 (n=8) ficaram confinadas durante todo o período experimental, recebendo dieta total, na proporção volumoso: concentrado de 20:80, contendo 16% de PB e 72% de NDT, visando ganho de peso diária de 200d/dia conforme NRC, sendo o sal mineral ad libitum. Inicialmente as ovelhas receberam 3,5% do peso vivo da dieta total (feno + ração), sendo esta porcentagem aumentada até atingir em media de 4,5 a 5% do peso vivo. Ao atingir o peso corporal de 35 kg as ovelhas foram sincronizadas pela inserção de um dispositivo vaginal de liberação de progesterona (CIDR®) por 12 dias. No dia da retirada do implante (D12) administrou-se, por via intramuscular, 0,075 mg de cloprostenol e 300 UI de gonadotrofina coriônica equina e oito dias após as ovelhas foram abatidas e o aparelho reprodutor removido para pesagem e processamento das amostras de CLs posterior análise da expressão gênica de receptores hormonais. Fragmentos dos CLs que foram depositados em nitrogênio líquido (-196oC) e armazenados em freezer -80°C serão utilizados para a realização da RT-qPCR. Esses fragmentos (~40 mg) serão triturados em homogeneizador de tecidos e submetidos ao protocolo de extração do Trizol® (ThermoFisher Scientific®) de extração total. A transcrição reversa será realizada utilizando o protocolo da Superscript® III (InvitrogenTM, Termo Fisher Scientific, Brasil), seguindo protocolo do fabricante. A qPCR será realizada para a análise quantitativa da expressão gênica relativa. Após a análise de normalidade, se os dados forem paramétricos será utilizado ANOVA seguido de Test t de Student. Caso os dados não sejam paramétricos será realizado o Teste de Kruskal Wallis, Todas as análises serão utilizando um nível de significância de 5% (p<0,05).

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)