Busca avançada
Ano de início
Entree

Capacitação em cultura de células, sequenciamento de células únicas e técnicas relacionadas com adipócitos

Processo: 22/10182-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 08 de maio de 2023
Vigência (Término): 07 de setembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:João Paulo Gabriel Camporez
Beneficiário:Guilherme Fancio Bovolin
Supervisor: Evan Rosen
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa: Harvard University, Boston, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:22/00231-1 - Efeitos do estradiol sobre o browning do tecido adiposo branco em camundongos fêmeas, BP.IC
Assunto(s):Reação de Browning   Tecido adiposo   Análise de célula única   Cultura de células
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:browning | cultura de adipócitos | Sequenciamento de células únicas | Tecido adiposo | Tecido adiposo

Resumo

O tecido adiposo já foi considerado apenas como um órgão de armazenamento de energia e proteção do organismo da exposição ao frio. No entanto, hoje está claro que o tecido adiposo é um órgão metabolicamente ativo que regula a homeostase energética, sensibilidade à insulina, termogênese e também é reconhecido por sua plasticidade e dinamicidade. Nossa pesquisa no Brasil usa modelos de camundongos ovariectomizados para investigar os efeitos do estradiol no escurecimento do tecido adiposo. A indução desse processo tem sido investigada, pois o aumento da atividade do tecido adiposo marrom e também o escurecimento do branco estão associados a uma melhora na saúde metabólica e também podem se tornar alvos terapêuticos para controle de peso. Dessa forma, estamos interessados em entender como o estradiol interage com as células de gordura e influencia a adipogênese de adipócitos marrons e bege, uma vez que pouco se conhece sobre o mecanismo envolvido nos efeitos do estradiol no escurecimento. Por outro lado, o objetivo do laboratório de Rosen é entender as vias de transcrição subjacentes às doenças metabólicas e tem interesse de longa data em usar abordagens genômicas e epigenômicas para identificar novos fatores e vias de transcrição que regulam processos como adipogênese e manipulação de lipídios, resistência à insulina e memória metabólica. Portanto, o objetivo deste estágio é melhorar a compreensão da biologia dos adipócitos e aprender técnicas como cultura de células, sequenciamento de células únicas, fenotipagem metabólica e experimentos relacionados. Nesse sentido, a implicação deste projeto proporcionará avanço no desenvolvimento de nossa pesquisa no Brasil. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)