Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos impactos à geodiversidade e ao patrimônio geológico no litoral norte do estado de São Paulo

Processo: 22/13514-1
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2023
Vigência (Término): 30 de junho de 2026
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Maria da Glória Motta Garcia
Beneficiário:Laura Pereira Balaguer
Instituição Sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Áreas de conservação   Geodiversidade   Geoconservação
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:áreas protegidas | geodiversidade | Geoindicadores | Mapeamento Geoambiental | serviços ecossistêmicos providos pela geodiversidade | Geoconservação

Resumo

O litoral norte do estado de São Paulo é composto pelos municípios de São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba e Ubatuba, cuja rica geodiversidade é representativa dos eventos geológicos de amalgamação, fragmentação e separação do Supercontinente Gondwana, abertura do oceano Atlântico, formação da Serra do Mar e variações do nível do mar. A região possui um mosaico expressivo de unidades de conservação estaduais e municipais nas quais a geodiversidade e a biodiversidade têm sido ameaçadas pela urbanização e industrialização. Somada à negligência das UCs frente às estratégias de conservação da natureza, que não aproveitam as potencialidades da geodiversidade, tem-se um quadro urgente para se avaliar de forma integrada a geodiversidade e o patrimônio geológico da região. Este projeto tem por objetivo dois enfoques: (i) a avaliação integrada da geodiversidade, considerando as suas ameaças antrópicas frente aos serviços ecossistêmicos providos por ela e (ii) identificação de geoindicadores para monitoramento do estado de conservação de geossítios. A metodologia a ser empregada no trabalho baseia-se nas seguintes etapas: (i) confecção de mapa geoambiental, (ii) definição das Variáveis Essenciais da Geodiversidade (EGVs), (iii) identificação dos serviços ecossistêmicos e avaliação dos impactos antrópicos aos mesmos, (iv) reconhecimento preliminar de geoindicadores a partir da caracterização física das unidades definidas e (v) estabelecimento de geoindicadores que possam ser utilizados para avaliar o estado de conservação de geossítios selecionados. Espera-se que os resultados obtidos possam contribuir para políticas públicas em áreas costeiras e protegidas e avançar nas discussões da etapa de monitoramento da geoconservação, que se apresentam escassas em nível nacional.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)