Busca avançada
Ano de início
Entree

Atrofia do músculo esquelético em ratos goto-kakizaki por suspensão das patas traseiras.

Processo: 23/02376-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2023
Vigência (Término): 30 de junho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia do Esforço
Pesquisador responsável:Rui Curi
Beneficiário:Victor Matheus Rodrigues Coelho
Instituição Sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/09868-7 - Mecanismos celulares e moleculares envolvidos na resistência à insulina e inflamação em ratos Wistar obesos e Goto-Kakizaki magros: causas e associações com dieta e exercício físico, AP.TEM
Assunto(s):Atrofia muscular   Diabetes mellitus tipo 2   Resistência à insulina
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Atrofia Muscular | Desuso Muscular | Diabetes Mellitus tipo 2 | resistência a insulina | Vias de síntese e degradação

Resumo

O diabetes mellitus tipo 2 (DM2) é caracterizado por resistência periférica à insulina comumente desencadeada pelo excesso de massa corpórea. Porém, cerca de 15% dos pacientes com DM2 não são obesos e no Japão chega a 60%, condição reproduzida em ratos Goto-Kakizaki (GK). Esses animais desenvolvem resistência periférica à insulina espontaneamente no início da vida. Foram desenvolvidos no Japão por reprodução seletiva de ratos Wistar que apresentavam leve intolerância à glicose. Doenças musculoesqueléticas são muito prevalentes em pacientes diabéticos. O desbalanço entre a síntese e a degradação de proteínas causa perda de massa muscular esquelética que compromete a qualidade de vida de pacientes com DM2. Outro fator que agrava a perda de massa muscular é o desuso da musculatura esquelética quando pacientes são acamados ou imobilizados como ocorre durante a internação hospitalar. Por exemplo, repouso por 72 horas promove perda de 14 a 17% da massa muscular esquelética. Os mecanismos moleculares e as alterações hormonais que regulam a perda de massa muscular por desuso em pacientes com DM2 ainda não estão esclarecidos. O objetivo do presente estudo é o de investigar os mecanismos moleculares e as alterações hormonais envolvidos na sinalização de síntese e degradação de proteínas, mediante indução de atrofia por suspensão das patas traseiras nos músculos EDL e sóleo por 7 dias, no quadro de DM2 não obeso. A hipótese a ser testada é a de que os animais diabéticos tipo 2 não obesos (GK) apresentam maior perda de massa muscular esquelética após desuso por suspensão das patas traseiras em relação aos controles. A caracterização dos mecanismos moleculares envolvidos permitirá desenvolver estratégias de atenuação do processo de redução da massa muscular no estado diabético.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)