Busca avançada
Ano de início
Entree

Equilíbrio postural frente a fadiga autorreferida induzida em mulheres idosas ativas e a relação com a massa muscular.

Processo: 22/16383-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2023
Vigência (Término): 30 de abril de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Luiz Carlos Marques Vanderlei
Beneficiário:Eduarda Carvalho Novaes Moreira
Instituição Sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Composição corporal   Equilíbrio postural   Fadiga muscular   Saúde do idoso   Teste de esforço   Geriatria
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Atividade Física Para Idoso | Composição Corporal | equilibrio postural | Fadiga muscular | Saúde do Idoso | teste de esforço | Gerontologia

Resumo

Introdução: Fadiga autorreferida (FA) e massa muscular são importantes fatores de risco para quedas em idosos, contudo, as relações entre essas duas variáveis sobre o equilíbrio postural (EP) em mulheres idosas consideradas ativas, precisa ser melhor explorada. Informações desta natureza poderá ser importante para elaboração de ações em programas de educação em saúde para a redução dos riscos de quedas. Objetivo: Analisar o efeito da FA induzida pelo teste de degrau de 6 minutos (TD6') no EP em idosas ativas e avaliar a relação da massa muscular sobre o EP frente a FA. Métodos: Estudo transversal que avaliará mulheres idosas (e60 anos) em duas etapas: I) Serão feitas a caracterização da amostra, avaliação do nível de atividade física por meio do International Physical Activity Questionnaire (versão curta), para classificar as voluntárias ativas, e avaliação da composição corporal por meio do absorciometria de raios-X de dupla energia. Em seguida, será feito um processo de familiarização do TD6'. II) Execução do TD6' para promover FA (relato e 5 na escala visual analógica de fadiga), e avaliação do EP em plataforma de força antes e após o teste. A análise da relação da massa muscular sobre as variações absolutas do EP será realizada utilizando o teste de correlação de Pearson ou Spearman de acordo com a normalidade (Kolmogorov-Smirnov). Para as relações que apresentarem significância será feita regressão linear não ajustada e ajustada por idade e índice de massa corporal. Será adotado p<0,05.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)