Busca avançada
Ano de início
Entree

O potencial monetário da restauração florestal

Processo: 23/00412-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2023
Vigência (Término): 31 de maio de 2024
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais
Pesquisador responsável:Ricardo Ribeiro Rodrigues
Beneficiário:Pedro Medrado Krainovic
Supervisor: Sergio de Miguel Magaña
Instituição Sede: Instituto de Estudos Avançados (IEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Centro de Ciencia y Tecnología Forestal de Cataluña (CTFC), Espanha  
Vinculado à bolsa:22/07712-5 - Restauração de paisagens florestais e economia de base florestal, BP.PD
Assunto(s):Economia florestal   Restauração florestal   Bioeconomia   Econometria
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Biodiversity benefits | bioeconomy | Econometric methods | Forest restoration | Nature-based Solutions | Productive forest restoration models | Economia florestal

Resumo

A restauração de florestas mitiga os impactos humanos nas mudanças climáticas e na perda de biodiversidade, ao mesmo tempo em que fornece outros serviços ecossistêmicos. No entanto, esta atividade ainda é vista como um uso da terra pouco competitivo devido aos altos custos associados e ao baixo retorno financeiro direto. Isso leva à urgência no desenvolvimento de modelos que potencializem as oportunidades de restauração florestal para torná-la uma atividade atraente. Há, no entanto, uma invisibilidade para os potenciais benefícios econômicos da restauração florestal. O projeto Biota Síntese (FAPESP nº 2020/06694-80) visa desenvolver o conhecimento sobre a economia de base florestal na restauração florestal, uma questão premente para o governo federal e outras organizações em todo o mundo. A pesquisa deve se concentrar na cadeia de valor da madeira, dos produtos florestais não madeireiros e do carbono, sabiamente gerenciados para manter as florestas em pé. Tais produtos têm um grande potencial para maximizar os múltiplos benefícios da restauração ecológica. Ainda assim, a silvicultura de espécies nativas tropicais, integrando uma variedade de espécies com a produção de produtos sustentáveis, requer um significativo aprimoramento do conhecimento técnico-científico. Diante disso, nosso principal objetivo é construir perspectivas econômicas de restauração florestal como fonte de produtos florestais na Mata Atlântica paulista. Apresentaremos a configuração espacial dos potenciais modelos de restauração florestal (arranjo de várias espécies) e seus benefícios econômicos além de sua importância ecológica. Para isso, avaliaremos economicamente o potencial de produção das espécies arbóreas presentes na restauração florestal no fornecimento de produtos florestais madeireiros e não madeireiros e os custos associados aos métodos de restauração florestal e armazenamento de carbono. Serão sintetizados dados de diversos projetos da FAPESP, banco de dados do programa "Refloresta" do governo de São Paulo, literatura e estudos de caso para elucidar onde e como (arranjos e produtos) investir. Nossos resultados unirão ciência e prática, apoiando assim a tomada de decisões para maximizar os múltiplos benefícios das políticas ambientais do Estado de São Paulo, como o Plano de Ação Climática e o programa ReflorestaSP. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)