Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de ferramentas para obtenção, redução e calibração de dados do S-PLUS

Processo: 23/03688-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2023
Vigência (Término): 30 de abril de 2025
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Instrumentação Astronômica
Pesquisador responsável:Claudia Lucia Mendes de Oliveira
Beneficiário:Eduardo Alberto Duarte Lacerda
Instituição Sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/26492-3 - Ciência com o telescópio robótico brasileiro, AP.ESP
Assunto(s):Banco de dados   Ciência de dados
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Astroinformática | Banco de dados | Calibração Astronômica | Ciência de dados

Resumo

O levantamento de galáxias S-PLUS (Southern Photometric Local Universe Survey) já mapeou uma área de mais de 3300 graus quadrados (data release 4) do hemisfério sul em 12 bandas fotométricas (sendo 7 bandas estreitas), o que o torna o maior survey já liderado por brasileiros até o momento. A combinação de um instrumento de amplo campo de visão e de um sistema de múltiplas bandas faz com que este levantamento tenha um elevado potencial para estudos em diversas áreas da astrofísica. O projeto possui uma pipeline de dados bem estabelecida, com aquisição, pré-redução e armazenamento primário no Chile com posterior transferência para o Brasil para os processos finais. Após chegarem ao Brasil, os dados brutos são armazenados em um storage recém-montado de 160 TB hospedado na infraestrutura do Laboratório de Astroinformática (LAi) do IAG/USP. Esses dados são então processados na máquina Dorado através da pipeline de Redução Astronômica Multibanda (MAR), onde as imagens individuais são reduzidas e co-adicionadas (quando a co-adição é possível). Os dados então são calibrados na máquina Lannisport, gerando os produtos finais para o lançamento de dados do S-PLUS. Todos os produtos são armazenados no storage do LAi e os catálogos e imagens finais são copiados para o servidor hospedado no Instituto Mauá de Tecnologia, onde está o banco de dados central do S-PLUS e, finalmente, entregues à comunidade.Embora esses processos funcionem bem, precisamos melhorar vários deles para tornar todo este processo mais eficiente e seguro (para usuários e para a infraestrutura do projeto). As principais intervenções necessárias são o desenvolvimento do scheduler para os dados provenientes dos eventos desencadeados por ondas gravitacionais. Também se faz necessário o desenvolvimento e integração do nosso sistema de processamento, que atualmente é composto por duas máquinas e um storage no Chile, três máquinas e um storage no IAG e nosso servidor central instalado no Instituto Mauá. de forma a optimizar todo o processo de aquisição, processamento e entrega dos dados. Outro ponto a ser trabalhado é relativo aos softwares científicos para apoiar a comunidade científica do S-PLUS. Para extrair os melhores resultados da enorme quantidade de dados que o S-PLUS está gerando, esses pedaços de código devem resolver as principais dificuldades apresentadas pela colaboração. As ferramentas necessárias para esta tarefa precisam manter as mais de 120 mil imagens e mais de um bilhão de detecções organizadas, facilmente acessíveis e gerenciáveis de uma forma que se possa extrair as informações adequadas necessárias para os muitos projetos científicos dentro da colaboração.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)