Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelos clássicos de circulação oceânica forçados pelo vento aplicados ao giro subtropical do Atlântico Sul

Processo: 23/05145-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2023
Vigência (Término): 31 de agosto de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Física
Pesquisador responsável:Ilson Carlos Almeida da SIlveira
Beneficiário:Rafael Couto Martins
Supervisor: Amit Tandon
Instituição Sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Massachusetts, Dartmouth (UMass Dartmouth), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:22/14439-3 - A Recirculação Sverdrupiana da Corrente do Brasil: estrutura e variabilidade em escala climática, BP.IC
Assunto(s):Corrente do Brasil   Atlântico Sul   Altimetria
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Célula de recirculação | Corrente do Brasil | Dados altimétricos - AVISO | Forçamento pelo Vento | moc | Reanálise GLORYS | Dinâmica Oceânica de Meso e Grande Escala

Resumo

A presente proposta tem como objetivo identificar o mecanismo médio de forçamento dinâmico da Célula de Recirculação Interna (CRI) da Corrente do Brasil. Para entender se é inercial ou forçado pelo vento, serão realizados três experimentos principais, todos utilizando um modelo numérico que resolve a equação de vorticidade quasi-geostrofica em uma configuração de 1 1/2 camada. O primeiro experimento será executado usando dados de estresse do vento do ERA5 (Quinta Geração da Reanálise do ECMWF) para forçar o sistema, o segundo será executado usando dados do AVISO (Archiving, Validation and Interpretation of Satellite Oceanographic) nas fronteiras abertas e removendo os termos do cisalhamento do estresse do vento, a fim de simular a contribuição da Célula de Revolvimento Meridional (MOC) para o sistema. O terceiro experimento será executado usando tanto os dados de estresse do vento quanto os dados do AVISO, simulando o MOC. Uma média de 1993-2020 de ambos os conjuntos de dados será usada para forçar o modelo em cada experimento. Uma comparação dos resultados será realizada para entender a contribuição de cada mecanismo dinâmico para a estrutura da célula. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)