Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação tecnológica de um bioinseticida fúngico para controle biológico do Cascudinho das granjas, Alphitobius diaperinus (Coleoptera: Tenebrionidae)

Processo: 23/04253-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de junho de 2023
Vigência (Término): 31 de março de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Acordo de Cooperação: SEBRAE-SP
Pesquisador responsável:Larissa Galante Elias
Beneficiário:Vitor Bettiol Yamada
CNAE: Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Atividades veterinárias
Vinculado ao auxílio:22/13700-0 - Validação tecnológica de um bioinseticida fúngico para controle biológico do Cascudinho das granjas, Alphitobius diaperinus (Coleoptera: Tenebrionidae), AP.PIPE
Assunto(s):Aviários   Controle biológico   Fungos filamentosos
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Alphitobius diaperinus | aviários | Bioinseticida | Controle Biológico | Fungos filamentosos | Gallus domesticus | Controle Biológico

Resumo

O Cascudinho das granjas (Alphitobius diaperinus, Coleoptera: Tenebrionidae) é uma das principais pragas que acomete a avicultura intensiva em todo o mundo. Dentre os danos causados, destacam-se a perda de peso das aves, destruição da infraestrutura das granjas e transmissão de vírus, fungos e bactérias causadores de doenças. Os meios de controle atualmente empregados para essa praga se baseiam em inseticidas químicos, os quais têm agravado problemas de resistência dessa praga. O controle supracitado, além de ineficiente contra a praga, é altamente tóxico ao ambiente e ao avicultor. Nesse cenário, o uso de agentes biológicos tem ganhado bastante espaço como alternativa promissora no combate ao A. diaperinus. Fungos são apontados como agentes de controle eficazes no controle do cascudinho na literatura científica vigente, entretanto não há no mercado produtos de controle biológico voltados para essa praga. Desse modo, este projeto objetiva alavancar o desenvolvimento de uma alternativa eficaz para o controle do cascudinho da granja, por meio de agentes microbiológicos. Esta proposta vai ao encontro da necessidade da produção orgânica, cuja demanda implica no desenvolvimento de um produto sustentável para uso no manejo integrado deste besouro presente nas granjas. Assim, propomos validar de modo técnico-comercial o desenvolvimento de um produto biológico que usa fungos entomopatogênicos como agentes de controle como alternativa de tratamento eficiente e atóxico destinado à avicultura de corte do Brasil para controle do Cascudinho das granjas. O produto é caracterizado por ser uma formulação contendo propágulos fúngicos vivos em óleo emulsionável ou em pó. Com base nessa proposta, esperamos superar os seguintes desafios para melhoria do produto, escalonamento e entrada no mercado: Produzir propágulos otimizados dos fungos usados contra A. diaperinus; Otimizar a formulação, garantindo maior adequação quanto ao armazenamento, estabilidade e distribuição comercial dos esporos fúngicos formulados com maior tempo de prateleira; Avaliar a eficácia e do manejo das formulações no controle de A. diaperinus em campo; Por fim, obter um modelo de comercialização escalonável, a fim de possibilitar a entrada no mercado em questão com o uso dos canais de distribuição atualmente consolidados pela empresa. Estimamos obter ao fim do projeto um produto eficaz no controle do cascudinho das granjas, com formulação comercialmente adequada e segura para uso em aves, sem contaminar produtos oriundos do setor avícola onde controle biológico será realizado, aplicadores ou o ambiente.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)